Home / Biologia / Biologia Celular / Gametogênese: espermatogênese e ovogênese

Gametogênese: espermatogênese e ovogênese

A gametogênese é o processo de formação das célu­las reprodutivas femininas e masculinas, denominadas gametas.

Os gametas são produzidos nas gônadas, estruturas pertencentes ao sistema genital.

As gônadas masculinas são chamadas testículos e as femininas ovários.

Os gametas originam-se de células germinativas ou gônias, localizadas nas gônadas. O conjunto das células germinativas constitui o germe ou linhagem germinativa. A formação de espermatozoides é denominada espermatogênese e a dos óvulos, ovogênese ou oogênese.

A espermatogênese

O processo de formação de espermatozoides é divi­dido em quatro períodos: o germinativo, o de cresci­mento, o de maturação e o de espermiogênese.

Processo da espermatogêneseA. Período germinativo

As células germinativas masculinas, denominadas espermatogônias, dividem-se ativamente por mitose. Nos machos de mamíferos, a multiplicação mitótica das espermatogônias ocorre durante toda a vida do indivíduo. É importante lembrar que as gônias são células diploides.

B. Período de crescimento

É o período em que a espermatogônia para de se dividir e passa por um período de crescimento, antes de iniciar a meiose. Com o crescimento, a espermatogônia transforma-se em espermatócito I.

C. Período de maturação

O espermatócito I – dito espermatócito primário ou de primeira ordem – sofre divisão meiótica. Cada espermatócito I, pela divisão I da meiose, produz dois espermatócitos II, os quais, pela divisão II da meiose, dão um total de quatro células, denominadas espermátides. Os espermatócitos II e as espermátides são haplóides.

D. Período de espermiogênese

É o processo de transformação da espermátide em espermatozoide. As espermátides são haploides, mas não funcionam como gametas. Elas sofrem um processo de diferenciação, transformando-se em espermatozoides. Tal processo de diferenciação é a espermiogênese.

A ovogênese

No processo de formação do óvulo, distinguem-se três períodos: o germinativo, o de crescimento e o de ma­turação.

Processo da ovogêneseA. Período germinativo

As células germinativas femininas, denominadas ovogônias, dividem-se por mitose. Nas fêmeas de ma­míferos, tal processo termina logo após o crescimento.

B. Período de crescimento

As ovogônias não mais se dividem. Agora elas cres­cem, aumentando a quantidade de citoplasma e transfor­mando-se em ovócitos I, também chamados ovócitos primários ou de primeira ordem.

C. Período de maturação

É o período em que ocorre a meiose. O ovócito I, pela divisão I da meiose, origina duas células-filhas de tamanhos diferentes: uma grande, que ficou praticamente com todo o citoplasma do ovócito I, e outra muito peque­na, contendo núcleo envolvido por delgada película de citoplasma. A célula grande é o ovócito II (secundário ou de segunda ordem) e a célula pequena, o primeiro glóbulo ou corpúsculo polar. Na divisão II da meiose, o ovócito II origina uma célula grande, o óvulo, e outra pequena, o segundo glóbulo ou corpúsculo polar. O pri­meiro corpúsculo polar pode dividir-se, originando dois corpúsculos polares.

Particularidades referentes à espécie humana

A espermatogênese ocorre nos canais seminíferos dos testículos. O período de multiplicação das espermatogônias inicia-se mais ou menos aos seis anos e pros­segue por toda a vida. O crescimento ocorre a partir dos seis anos, mas a maturação inicia-se com a puberdade, em média aos doze anos, quando os testículos se desen­volvem por mecanismo hormonal.

Na mulher, durante a fase embrionária (por volta de 1,5 mês de vida intrauterina) as ovogônias multiplicam-se e transformam-se em ovócitos I. Logo a seguir, cada ovócito I é envolvido por uma vesícula chamada de folículo. No começo da adolescência, cada ovário possui por volta de 150.000 folículos. Em cada ciclo menstrual, um folículo amadurece (sendo então chamado de Folículo de Graaf) e rompe-se. Para cada folículo rompido, aproximadamente 1.000 entram em regressão.

Convém lembrar que nos mamíferos em geral, inclusive na espécie humana, a expulsão do segundo glóbulo polar ocorre somente após fecundação da célula reprodutiva feminina.

Por: Renan Bardine

Veja também:

Veja também

Vacúolos

Os vacúolos são cavidades existentes no interior do citoplasma, envolvidas por membrana lipoprotéica, surgidas do ...

Comentários