Platelmintos

Os platelmintos (do grego platy, "chato", e helmins, "verme"), conhecidos como vermes achatados, são animais que apresentam um grau mais elevado de evolução, quando comparados aos poríferos e aos cnidários. Houve um progresso na organização corporal com a presença de alguns sistemas, o que praticamente não existe nos outros grupos. Outra característica importante desses animais é a simetria bilateral: possuem lado direito e lado esquerdo, região anterior e posterior, re­gião ventral e região dorsal.

Anatomia e fisiologia

Os platelmintos possuem sistema digestório incompleto, com apenas uma abertura que se comunica com o exterior: a boca, loca­lizada na região ventral, por onde entram os alimentos e também por onde são eliminados os restos que não foram digeridos, já que es­ses animais não possuem ânus. Alguns nem tubo digestório possuem, vivem como parasi­tas, absorvendo o alimento do hospedeiro no qual se instalam.

Platelminto

Pelo fato de não possuírem sistema cir­culatório nem respiratório, a distribuição dos alimentos digeridos é feita célula a célula, as­sim como as trocas gasosas, que acontecem por toda a superfície do corpo através da epiderme.

No entanto, eles possuem um sistema excretor formado por uma rede de finos canais que se comunicam com o exterior do corpo e células especializadas, as células-flama, com cílios que batem constantemente, produzindo uma corrente de água que conduz os resíduos para fora do corpo do animal.

São muitas as espécies de platelmintos, habitando os mais variados ambientes, como mares, rios, lagos, solos úmidos e o interior do corpo de outros animais, vivendo como parasitas. Seus representantes mais conheci­dos são as planárias, os esquistossomos e as tênias.

Animais como as planárias, esquistossomos e os solitários pertecem ao filo platylminthes ou platelmintos. Possuem o corpo achatado dorsoventralmente, daí serem conhecidos como vermes achatados.

Classes

O filo platelminto é dividido em três classes: tuberlários, trematóides e astóides.

Turbelários: são todos vermes de vida livre, como representantes temos a planária, cujas as caracteristicas já foram estudadas.

Trematódeos: seu corpo é revestido por uma cutícula, estando ausentes a epiderme e cílios. A boca é anterior e o intestino bifurca-se em dois ramos.

Astóides: são vermes parasitas que vivem principalmente no intestino de vertebrados. O corpo é revestido por uma cutícula grossa e dividido em segmentos denominados proglotes. Não possuem boca nem aparelho digestivo.

A planária é um platelminto de vida livre encontrado nas águas doces de rios, lagos e fontes. Nesses locais vive junto a parte inferior de plantas, troncos submersos e rochas.

A esquistossomose ou barriga-d'àgua é a doença causada pelo verme shistesoma manioni. Trata-se de um verme de sexo separado, cujos machos medem cerca de 12mm de comprimento por 0,44 mm de largura. No meio do corpo ele possui um canal denominado ginecóforo, onde se aloja a fêmea no momento da reprodução. A fêmea é pouco mais comprida que o macho, mas tem o corpo mais fino.

Veja também:



Comente:



Receba atualizações do site:

© Todos os direitos reservados à Cola da Web.com
Siga-nos:
O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.