Home / Física / Mecânica / Colisão Elástica e Inelástica

Colisão Elástica e Inelástica

Colisão Elástica

Para dois corpos A e B em colisão elástica, não há perda de energia cinética (conservação da energia) entre os instantes antes e depois do choque. As energias cinéticas são escritas como

Colisão elástica(1.0)

A quantidade de movimento é conservada por ser nulo o somatório das forças externas e para os dois corpos A e B os seus momentos lineares antes e depois da colisão são dados por:

Colisão elástica(1.1)

Colocando-se as massas mA e mB em evidência, temos

Colisão elástica

podendo ser escrito como

Colisão elástica(1.2)

Reescrevendo a Eq.(1.1) após colocarmos as massas em evidência tem-se

Colisão elástica(1.3)

Dividindo-se a Eq. (1.2) pela Eq.(1.3) encontramos

Colisão elástica(1.4)

em termos das velocidades relativas antes e depois do choque, a Eq. (1.4) terá a forma

Colisão elástica(1.5)

Para o cálculo da colisão elástica, empregamos as Eqs. (1.1) e (1.5) em conjunto.
A relação entre a velocidade relativa dos dois corpos depois do choque e a velocidade relativa dos corpos antes do choque é denominada coeficiente de restituição e, mostrado na equação (1.6).

Colisão elástica(1.6)

O coeficiente de restituição e assume sempre o valor e = 1 para a colisão perfeitamente elástica.

Colisão Inelástica

Para dois corpos A e B em colisão inelástica, há perda de energia cinética, mas conservando-se a energia mecânica. Após o choque, os corpos deslocam-se em conjunto com velocidades finais iguais e um coeficiente de restituição e = 0.

Como é válida a conservação da quantidade de movimento

Colisão elástica

Autoria: Jhony Lima

Veja também:

Veja também

lancamento-obliquo

Lançamento de Projéteis

Para entender sobre lançamentos de projéteis, precisa-se de alguns conhecimentos básicos sobre vetores, movimentos uniformes ...