Home / Física / Termologia / Dilatação linear, superficial e volumétrica

Dilatação linear, superficial e volumétrica

Dilatação linear

ΔL = L0 . α . ΔT

ΔL = o quanto o corpo aumentou seu comprimento
L0 = comprimento inicial do corpo
α  =  coeficiente de dilatação linear (depende do material)
ΔT = variação da temperatura ( Tf – Ti )

Vale destacar que o coeficiente de dilatação linear (α) é um número tabelado e depende de cada material.  Com ele podemos comparar qual substância dilata ou contrai mais do que outra.  Quanto maior for o coeficiente de dilatação linear da substância mais facilidade ela terá para aumentar seu tamanho, quando esquentada, ou diminuir seu tamanho, quando esfriada.

Outra coisa interessante de notar é que, se soubermos o valor do coeficiente de dilatação linear (α) de uma determinada substância, poderemos também saber o valor do coeficiente de dilatação superficial (β) e o coeficiente de dilatação volumétrica (γ) da mesma.  Eles se relacionam da seguinte maneira:

b  =  2a      e         g  =  3a

Dilatação superficial

ΔA = A0 . β . ΔT

ΔA = o quanto o corpo aumentou sua área
A0 = área inicial do corpo
β  =  coeficiente de dilatação superficial (depende do material)
ΔT = variação da temperatura ( Tf – Ti )

Dilatação volumétrica

ΔV = V0  . γ . ΔT

ΔV = o quanto o corpo aumentou seu volume
V0 = volume inicial do corpo
γ  =  coeficiente de dilatação volumétrica (depende do material)
ΔT = variação da temperatura ( Tf – Ti )

Obs:

ΔL, ΔA  ou  ΔV  positivos significa que a substância aumentou suas dimensões.
ΔL, ΔA  ou  ΔV  negativos significa que a substância diminuiu suas dimensões.

Por: Alexandre Tarquino

Veja também:

Veja também

Efeito da dilatação em trilhos de trem

Dilatação dos Sólidos

Os sólidos que melhor se dilatam são os metais, principalmente o alumínio e o cobre. ...

Comentários