Home Geografia > Ordens Mundiais: Bipolaridade e Multipolaridade

Ordens Mundiais: Bipolaridade e Multipolaridade

O Equilíbrio mundial se define pela presença de uma ou mais potências, como aconteceu no século XIX: a Inglaterra dominava a maior parte do planeta com suas colônias espalhadas pelo mundo, era quem fornecia a maior parte dos produtos industrializados para todo o mundo, era a monopolaridade.

Publicidade

A bipolaridade surgia como resultado do aparecimento e expansão do capitalismo e explosão da Primeira e Segunda guerras mundiais, quando ouve um declínio da Europa, surgia Estados Unidos e URSS como grandes potências.

Já a multipolaridade surge na década de 90, após a dissolução da URSS, o Japão surgia como potência emergente, e forma com os Estados Unidos e MCE (Mercado Comum Europeu) a ordem multipolar.

Ao longo das décadas surgem novas potências, que se formam e passam a ser essenciais na economia mundial.

A Ordem Monopolar

Inglaterra: o domínio de um quinto do planeta

De 1837 a 1901, a Inglaterra viveu sob o reinado da rainha Vitória, período em que atingiu o apogeu de sua política industrial e colonialista. Tornou-se a grande “oficina do mundo”, abastecendo os mercados mundiais com seus produtos industrializados.

Na África, os ingleses conquistaram uma vasta região, que incluía África do Sul, Orange, Rodésia, Tanganica, Quênia, Uganda e Sudão, além de manterem influência sobre o Egito.

A Ordem Bipolar

A Guerra Fria

Divisão do mundo em dois blocos de influência: capitalista, liderado pelos Estados Unidos, e socialista, liderado pela União Soviética.

O conflito entre os dois blocos de influência é canalizado para outras várias, devido ao equilíbrio nuclear e à impossibilidade de uma guerra direta. Ocorre então a corrida armamentista, nuclear, tecnológica e espacial; a espionagem militar e industrial; as guerras no terceiro mundo com facções rivais apoiadas cada uma por uma das potências (exemplo: as guerras da Coréia, Vietnã, Cuba, Nicarágua e Afeganistão).

No plano militar é criada a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que visa à cooperação entre países capitalistas, para evitar o avanço comunista.

Em resposta, é criada o pacto de Varsóvia, com as mesmas funções, só que do lado socialista. O símbolo desse período foi o Muro de Berlim (1960), que dividia a cidade em capitalista e socialista.

Publicidade

É dentro deste contexto que nasce a chamada “guerra fria”. Seu período “clássico” foi o final dos anos 40 e a década de 1950.

A Ordem Multipolar

Decadência do Socialismo e Multipolaridade

Nos anos 80 a bipolaridade já se encontrava bastante arruinada por uma série de mudanças, já se encontrava em vias de se tornar superada.

A economia planificada dos países de socialismo real dava mostra de insuficiência de sérios problemas de não conseguir acompanhar intensa modernização do ocidente nos países de terceiro mundo. Muitos países desse bloco como a Hungria, desde meados dos anos 70 que tentaram dinamizar sua economia com a introdução gradual dos mercados no lugar dos planos centralizados.

A economia soviética crescia num ritmo lento, mesmo que isso fosse escondida ou maquiada pelas estatísticas otimistas e falsas que o governo divulgava a cada ano. Enquanto, do lado do capitalismo crescia num ritmo lento em comparação ao Japão, Alemanha, Itália, França e outros países. Após a 2ª Guerra Mundial, a produção econômica anual dos Estados Unidos era bem maior do que os países da Europa Ocidental. Nos anos 80, a produção da Europa tinha ultrapassado a norte – americana e caminhava para representar o dobro desta.

E a economia japonesa que representava menos de 10% da norte – americana em 1960, já atingiu 55% desse total em 1985, ou seja, o mundo capitalista deixava de ter um grande e único centro – econômico, comercial e tecnológico, e passava cada vez mais a ter três, os EUA, a Europa, em especial o MCE (Mercado Comum Europeu) e o Japão, assim a ordem bipolar se encontrava abalada ou desafiada desde o final dos anos 70, mas foi nos anos 80, principalmente no fim desta década que as mudanças mais importantes ocorreram, que essa ordem mundial viu-se definitivamente abalada e em crise.

O desenvolvimento desigual das nações nas últimas décadas e a crise do mundo socialista, os dois grandes motivos que levaram ao fim a velha ordem bipolar e ao nascimento da nova ordem mundial, a multipolaridade.

Autoria: Jefrei Ramos

Veja também: