Home Geografia > Países > Curdistão

Curdistão

O Curdistão Corresponde as nascentes dos nos Tigre e Eufrates, compreendendo a bacia petrolífera de Kirkuk e Mossul, no Iraque. Abrange terras desde o leste da Turquia, da Síria, o norte do Iraque, o oeste do Irã e a região do Cáucaso (Armênia, Azerbaidjão).

Publicidade

O povo curdo é marcado por um fato singular: com 25 milhões de pessoas, é o maior grupo étnico do mundo sem Estado próprio e fragmentado entre vários países.

É um povo antigo, ariano, de língua persa. Seus hábitos e cultura foram delineados nas áreas montanhosas entre a Turquia, Iraque, Armênia e Irã. Possui uma rica história, cujo auge ocorreu na Idade Média, com a dinastia de Saladino, que venceu os cruzados e reconquistou a Palestina para os muçulmanos.

Após 1918, quando é desmembrado o Império Turco-Otomano, formam-se novos países, como a Turquia, Iraque e Síria, e a etnia curda, minoria, passa a ser reprimida.

Curdistão

Desde a década de 1960, o movimento separatista curdo vem crescendo no Iraque. Na década de 80, o Iraque realizou a destruição de cidades e a deportação de nacionalistas curdos, devido à oposição dos mesmos ao governo iraquiano.

Na década de 1990, as facções curdas retomaram as lutas internas desencadeadas por rivalidades entre as principais lideranças.

Publicidade

A região autônoma curda, ao norte do Iraque, submissa ao bloqueio internacional e ao imposto pelo Iraque, permaneceu desde 1991 sob a ameaça do aumento dos conflitos tribais e a intervenção dos exércitos turco e iraniano. Nessa região, a crise econômica, a fome e a violência se agravaram.

Até que, em 1996, o Partido Democrático do Curdistão (KDP) pediu ajuda ao próprio governo do Iraque para se impor ao partido rival, a União Patriótica do Curdistão (PUIÇ)., que recebe apoio do Irã e da Turquia. Assim, tropas iraquianas ocupam a capital do Curdistão iraquiano, Arbil, desrespeitando a zona de exclusão aérea acima do paralelo 36°. Esse fato provocou novamente a intervenção dos EUA no Iraque. Mas o KDP, Partido Democrático do Curdistão, com o apoio do governo do próprio Iraque, conseguiu em poucos dias (setembro/96) dominar as principais cidades curdas.

O nacionalismo curdo ganhou importância na década de 1990.

Na Turquia, o governo aplicou até 2002 políticas discriminatórias contra os curdos, privando-lhes da s identidade, proibindo tanto seu idioma como alguns dos seus costumes mais característicos.

No Irã, os curdos sofrem a perseguição da maioria xiita do país

No Iraque, os curdos alimentam a esperança de verem reconhecido o seu status como país. Essas expectativa foram frustradas e o governo iraquiano implementou uma política de deslocamento da população curda, gerando confrontos armados.

Veja também: