Home Guia de Profissões > Engenheiro de Materiais

Engenheiro de Materiais

O profissional engenheiro de materiais, e aquele que determina quais são e quando serão utilizados materiais para atender toda a necessidade de uma produção específica.

A área de Engenharia de Materiais nada mais é do que a área de conhecimento voltada para a pesquisa, o desenvolvimento, produção bem como a utilização dos materiais com a aplicação na tecnologia. É este profissional que tem como funções principais procurar e correlacionar propriedades de materiais e composições de cunho químico bem como a sua estrutura específica.

Entre os ramos de Engenharia, esta é uma área voltada para desenvolver a fabricação e a aplicação de utilização de materiais com um desempenho adequado para atender as necessidades de tecnologia das produções.

Existem ainda muitos campos para atuação, na medicina por exemplo, é necessário este profissional para áreas desenvolvidas, entre elas a de transplantes ósseos, se utilizando de matérias metálicos, cerâmicas bem como os polímeros.

Os engenheiros de materiais podem atuar lado a lado com engenheiros eletricistas e mecânicos. O meio de trabalho são as indústrias de química, de alimentos, geração de energia, e para o estudo da viabilidade técnica e de ordem econômica dos produtos.

Engenheiro de Materias

Quanto ao bacharelado na área de Engenharia de Materiais, o curso foi criado no ano de 1970. Anteriormente as funções relacionadas neste sentido eram executadas por engenheiros de outras áreas.

Ao estudar neste curso, os alunos são devidamente preparados para trabalhar com várias técnicas de processamento, bem como caracterização, seleção e avaliação de desempenho de materiais empregados em todas as áreas de engenharia.

A área de atuação envolve o fornecimento das matérias primas, entre elas siderúrgicas e também petroquímicas, bem como de transformação, montagens, prestações de serviços, além de assistência e consultoria, pesquisas e desenvolvimento científico e de tecnologia.

Mercado

O mercado de trabalho é estável em diversos campos. As alternativas devem incluir áreas para o fornecimento das matérias primas, indústrias para a transformação, a prestação de serviços, assistência e também consultoria, fomento à pesquisa e de desenvolvimento de cunho científico e tecnológico.

Opções de trabalho.

Entre as opções de trabalho podemos citar as pesquisas e desenvolvimento de novos materiais.

Bem como o acompanhamento de processo de produção nas indústrias.

O gerenciamento e a seleção de matérias primas para determinada área.

Remuneração.

A remuneração oferecida é em média de R$ 2400 mensais. Para uma jornada de trabalho de 20 horas semanais.

Formação.

A formação destes profissionais ocorre em dez semestres, e entre as melhores instituições que oferecem este tipo de curso, podemos citar:

UFSCar-São Carlos/SP; em Engenharia de Materiais: UFPB-Campina Grande/PB; UFPG-Ponta Grossa/PR; UFSC-Florianópolis/SC; UFRS-Porto Alegre/RS; UFRJ-Rio de Janeiro/RJ.