Home Português > Denotação e Conotação

Denotação e Conotação

Você provavelmente já ouviu essas palavrinhas e ficou curioso para saber o que significam. Pois bem! Denotação é o uso de palavras no seu sentido literal, próprio, habitual, preciso, ou seja, aquele que consta nos dicionários. Já a conotação é o uso de uma palavra com sentido figurado, ou seja, depende do contexto.

Publicidade

Denotação

A palavra é classificada como denotativa quando expressa um sentido de acordo com a realidade, como na frase “O gato bebeu o leite”, em que “gato” remete diretamente à representação do animal, assim como a palavra leite remete ao líquido branco, fundamental para a alimentação de recém-nascidos.

O sentido denotativo é o primeiro que aparece quando se busca uma determinada palavra no dicionário.

Nos textos jornalísticos, como notícias e reportagens, manuais de instrução, artigos de divulgação científica, dentre outros, de modo geral, predomina a linguagem denotativa, já que ela tem como característica fundamental a objetividade.

Exemplos:

  • A expectativa de vida do homem é de 60 anos.
  • A mãe espera há anos o retorno do filho que foi para a guerra.
  • O dadaísmo foi um movimento da década de 20 do século XX. Os artistas pretendiam revolucionar a arte!

Conotação

A palavra está no sentido conotativo ou figurado quando ela remete a outro elemento que não seja aquele representado pela própria palavra realmente. Na frase “Ela é uma gata”, o vocábulo gata não designa a fêmea do animal mamífero, mas uma mulher bonita.

A linguagem conotativa ou figurada aparece com grande frequência no cotidiano, ela é utilizada quando se quer ser mais expressivo ou enfatizar algo.

Os provérbios, frases populares que transmitem ensinamentos e valores morais, constituem ótimo exemplo para ilustrar o uso conotativo da linguagem. Observe.

Publicidade

Não se pode entender os provérbios por meio da linguagem denotativa ou literal: não faz muito sentido “pagar um pato”, pois o dinheiro não terá utilidade ao animal, e é impossível, na realidade, tomar um chá de cadeira. Os provérbios, portanto, devem ser interpretados de acordo com o sentido figurado, conotativo, isto é, diferente do real. Assim, “tomar um chá de cadeira” significa esperar muito tempo, e “pagar o pato” refere-se às consequências negativas de um ato.

A linguagem figurada ou conotativa é também muito utilizada na literatura, pois o escritor é aquele que explora a palavra em seu máximo grau. Ele vai além do sentido denotativo dos vocábulos, buscando sempre outras possibilidades de significação.

Exemplos:

  • A prova de português vai ser sopa, mas a de Ciências vai ser um osso.
  • Hoje não vou arrumar a casa, pois estou sem gás.
  • O lutador é um touro.

Sistematizando, temos:

Denotação e conotação.

Por: Wilson Teixeira Moutinho

Veja também: