Home > Português > Interpretação de Texto

Interpretação de Texto

Um leitor pode ser capaz de identificar e de entender a informação essencial que um texto apresenta, mas nem sempre sabe o que o autor quer dizer com ele. Por isso, é conveniente saber interpretar e compreender um texto corretamente.

Publicidade

Interpretação de texto

Interpretar um texto supõe dotá-lo de sentido para obter uma visão global e coerente. Nesse processo há dois passos fundamentais:

1. Contextualizar o texto: é situá-lo na época em que foi produzido e na tradição cultural à qual pertence. Um enunciado como “A matéria é composta de átomos” será interpretado de maneira muito diferente em uma obra filosófica, escrita na antiga Grécia, em um tratado de Física, redigido na segunda metade do século XX.

Publicidade

2. Descobrir a intenção do autor: por trás de todo texto há um autor que o compôs com uma determinada intenção: informar, persuadir, entreter, entre outras. Pode-se discernir essa intenção caso se consiga interpretar corretamente o texto. Pense, por exemplo, no seguinte enunciado:

A janela está aberta.

A intenção de quem o emite pode ser meramente informativa (se é, por exemplo, a resposta a uma pergunta como “A janela está fechada? “) ou persuasiva (caso se pretenda que, com o enunciado, alguém feche a janela). A interpretação do enunciado será diferente em cada caso.

A interpretação é, em suma, a relação do conteúdo do texto com os diversos fatores que determinam seu sentido, como o contexto e a intenção do autor.

Uma vez compreendido e interpretado o texto, deve-se manifestar a opinião sobre ele, avaliando as ideias expostas e sua repercussão.

Avaliar o conteúdo do texto

Alguns textos concentram-se em fatos; outros, por sua vez, manifestam opiniões.

  • Os fatos têm caráter objetivo. São sucessões de acontecimentos ou dados comprováveis, e, portanto, avaliá-los consiste em opinar se são ajustáveis à realidade (são verdadeiros ou falsos) ou às leis da lógica (são coerentes uns com outros ou são contraditórios entre si).
  • As opiniões têm caráter subjetivo. São juízos de valor que expressam as crenças ou as convicções do autor e, portanto, não são verificáveis. Diante de uma opinião só cabe mostrar acordo ou desacordo. A avaliação terá de centrar-se, nesse caso, nos argumentos empregados (se os aceitamos ou não, se são convincentes ou não) ou na tese em que se apoiam (se a aceitamos ou discordamos dela).

Em qualquer caso, o parecer a respeito da validade de uma opinião deverá se basear em razões explícitas.

Compreender a informação

Alguns fatores podem dificultar a boa compreensão de um texto:

  • A dificuldade apresentada em um texto depende, às vezes, de sua própria natureza: em geral, os textos narrativos (em que se conta algo concreto) são mais fáceis de entender, enquanto os textos informativos e argumentativos, em que se expõem dados ou ideias abstratas, costumam apresentar maior grau de dificuldade.
  • Outras vezes, a dificuldade vem do próprio tema tratado: um texto sobre os princípios da física nuclear é geralmente mais difícil de compreender do que outro em que se descrevam os costumes dos chimpanzés.
  • O grau de dificuldade de um texto pode estar atrelado à organização: um texto bem estruturado, em que as ideias estejam delimitadas e os títulos apropriados, é mais fácil de entender do que outro que não reúna essas características.
  • Por último, a forma de expressão também pode facilitar ou dificultar a compreensão: um texto bem escrito com uma sintaxe clara e um vocabulário simples é mais fácil de entender do que outro escrito com orações longas e muito complexas ou com um vocabulário excessivamente técnico e rebuscado.

Os dois últimos fatores são os mais importantes: a organização do texto e a forma de expressão podem facilitar ou dificultar a compreensão de um texto independentemente da natureza do texto e do tema tratado.

O que é compreender um texto?

Compreender um texto é uma tarefa complexa, que supõe propor e resolver uma série de questões, como:

  • Estudante interpretando um textoDo que trata, em geral, o texto? Qual é o seu tema?
  • Quais aspectos concretos do tema são desenvolvidos no texto?
  • Quais são as principais ideias do texto?
  • Que tipo de relações há entre as ideias trabalhadas?
  • Qual é a ideia global que o texto transmite?
  • Qual é a intenção que guia o autor?

Só depois de encontrar a resposta a todas essas perguntas é que se pode dizer que se compreendeu realmente o texto.

Compreensão e processo de leitura

Uma leitura correta facilita a compreensão do texto. De fato, pode-se afirmar que o grau de compreensão do texto depende em boa parte do próprio processo de leitura.

As formas de leitura que se podem realizar e o tipo de informação que se pode obter de cada uma delas são os seguintes:

  • Leitura seletiva. permite ao leitor buscar no texto uma informação pontual pela qual tem interesse especial.
  • Leitura superficial. Ajuda a averiguar o tema e os aspectos mais destacados apresentados no texto.
  • Leitura atenta. Mostra quais são as principais ideias do texto e qual é a intenção do autor.
  • Leitura em profundidade. Permite reconhecer as relações que se estabelecem entre as ideias e compreender qual é a ideia global que se destaca no texto.

Por: Arnaldo V. Nascimento

Veja também:

Publicidade

Comentários