Home » Português » Período Simples

Período Simples

A frase apresenta, basicamente, dois elementos: sujeito e predicado (termos essenciais).

Podem ocorrer ainda termos integrantes: complementos verbais (objeto direto e objeto indireto), complemento nominal e agente da passiva.

E ainda os acessórios: adjuntos (adnominal e adverbial) e aposto. O vocativo é termo independente. Os predicativos (do sujeito e do objeto) não são enquadrados pela NGB em nenhum dos casos citados.

Sujeito e predicado

Sujeito: termo do qual se declara algo.

Predicado: tudo o que se declara do sujeito.

Exemplo: O pacto social visava à contenção da inflação.
                          (sujeito)                  (predicado)

Classificação do sujeito

a) Simples: um único núcleo.

Exemplo: O presidente sonha com a reeleição.

b) Composto: dois ou mais núcleos.

Exemplo: Estão coligados o PT e o PDT.

c) Elíptico: implícito na desinência verbal ou no contexto.

Exemplo: (nós) Participamos das discussões acaloradamente.
               Oscar é candidato a senador; poderá ter muitos votos.
               (O sujeito da segunda oração é o mesmo da primeira: Oscar) 

d) Indeterminado: quando não se quer ou não se pode explicitar.

Exemplos: Assaltaram o bando da esquina.
                 Assistiu-se ao assalto passivamente.

e) Inexistente (oração sem sujeito): ocorre com verbos impessoais.

fenômenos da natureza:

     Ventou demais durante a noite.

estar e fazer, indicando tempo ou clima:

     Estava frio.
     Faz muitos meses...

haver significando existir, ocorrer, acontecer ou indicando tempo decorrido:

     Haverá eleições para presidente, senador e deputados.
     dias que não chove.

ser indicando datas, horas ou distâncias:

     É meio-dia e meia.
     Hoje são cinco de maio.
     Daqui até o centro são oito quilômetros.


Predicação verbal

a) Verbo transitivo direto: exige objeto direto.

Exemplo: O escritor contemporâneo escreveu várias obras importantes.

b) Verbo transitivo indireto: exige objeto indireto.

Exemplo: O banqueiro não necessitava de dinheiro.

c) Verbo transitivo direto e indireto: exige objeto direto e objeto indireto.

Exemplo: O empresário enviou a planilha de custos ao Ministério.

d) Verbo intransitivo: não exige complemento (objeto).

Exemplo: Os trabalhadores retornaram às fábricas.

e) Verbo de ligação: liga o sujeito a uma característica (adjetivo ou expressão substituível por adjetivo) chamada de predicativo do sujeito.

Exemplos: O dia está chuvoso.
                  O cão parece com fome. (= faminto)
 

Complementos verbais

a) Objeto direto (sem preposição obrigatória)   

Exemplo: Escreveram várias obras importantes. 

b) Objeto indireto (com preposição obrigatória)

Exemplo: Necessitavam de muito dinheiro.

Predicativos

a) do sujeito: caracteriza o sujeito.

Exemplo: Suas palavras foram sinceras.
                                                PS

b) do objeto: caracteriza o objeto.  

Exemplo: Considero suas palavras sinceras. 
                                                      PO

Adjunto adnominal

Termo determinante de um núcleo nominal (substantivo). É representado por artigos, adjetivos, locuções adjetivas, numerais adjetivos e pronomes adjetivos.

Exemplo: Os meus primeiros bons amigos de infância visitaram minha  casa   de campo.
                    AA    AA          AA           AA    subst.       AA                                 AA      subst.       AA

Complementos nominal

Termo preposicionado que completa o sentido de um nome transitivo.

a) Substantivo 

 Exemplo: O país tinha dependência de empréstimos externos.
                                                  subst.                      CN

b) Adjetivo

Exemplo: O país continua dependente de empréstimos externos.
                                                          adj.                          CN

c) Advérbio

Exemplo: Independentemente de nossa vontade, haverá problemas econômicos.
                                   adv.                          CN

Observação:

O complemento nominal também pode ser representado por um pronome oblíquo átono.

Era-me difícil manter a posição conquistada. (= difícil para mim)

Adjunto Adverbial

Termo que atribui ao verbo, adjetivo ou advérbio uma circunstância adverbial de tempo, modo, lugar, negação, afirmação, dúvida, intensidade, concessão, companhia, causa, condição, conformidade, assunto etc. É representado por advérbio ou locução adverbial.

Exemplos: Amanhã  iremos com os estudantes ao museu.
                      AA Tempo                 AA Companhia           AA lugar 

                 Aquela garota é bastante estudiosa.
                                                    AA  Intens.               

                 Aquele atleta joga muitíssimo bem.
                                                           AA Intens.         

Agente da passiva

Termo que indica o agente da ação de um verbo na voz passiva analítica.

Exemplo: A negociação da dívida era defendida pelo ministro da Fazenda.
                    Sujeito Paciente                                           Agente da Passiva

Aposto

Termo que explica, enumera, resume, especifica outro termo chamado fundamental. 

Exemplos:
O mestre, estudioso do idioma, ensinava literatura. (aposto explicativo)

Encontrei três alunos na praia: Pedro, Paulo e Teresa..(aposto enumerador)
Gritos, choros, lamentos, nada o comoveu. (aposto resumitivo)
A cidade de Itapetininga fica na região sul. (aposto especificador)
 

Vocativo

Termo que coloca em evidência o destinatário da mensagem. Admite anteposição de interjeição (Ó! Olá! ). É independente da estrutura da oração, pois não pertence ao sujeito nem ao predicado.

Exemplos: Amor, eu quero seu carinho.
                  O trabalho, meus amigos, engrandece o homem.
                  Ajudai-me, ó meu senhor, nos momentos difíceis.

Funções sintáticas dos pronomes pessoais oblíquos átonos

Os pronomes oblíquos átonos (ME, TE, SE, O, A, LHE, NOS, VOS, SE, OS, AS, LHES) podem exercer várias funções sintáticas, dependendo do contexto em que se acham inseridos, a saber:

a) Objeto direto

Exemplo: Nunca mais me amarás como antes.

b) Objeto indireto

Exemplo: Sempre me obedeceu, apesar de tudo.

Observação: 
Os objetos também podem assumir valor reflexivo ou recíproco.

Exemplos: O jovem feriu-se com o afiado canivete. (OD reflexivo)
                 A mulher atribuía-se grande inteligência. (OI reflexivo)

                 O técnico e o presidente cumprimentaram-se friamente. (OD recíproco)

                
Deram-se as mãos e caminharam lado a lado. (OI recíproco)

c) Adjunto adnominal

Assumem valor de pronomes possessivos.

Exemplo: Beijou-lhe ternamente a testa.
                (= Beijou ternamente a sua testa.)

d) Complemento nominal

Relacionados a adjetivos.

Exemplo: Foi-me favorável a decisão do júri.
                (= Foi favorável a mim.)
 

Classificação do predicado

a) Nominal: constrói-se com verbo de ligação, tendo como núcleo o predicativo do sujeito.

Exemplos:
                                                        núcleo
                       A menina   era   inteligente.
                                   VL        PS

                                                                    núcleo
                        Seus desejos  são  minhas vontades.
                                          VL              PS

b) Verbal: constrói-se com verbo intransitivo ou transitivo, não possuindo predicativo.

Exemplos:  
                                                                       núcleo
                  Os jogadores da seleção voltaram ao Brasil.
                                                          VI

                 O governador pediu o apoio da população.
                                       VTD

Por: Renan Roberto Bardine
Colaborador do site Cola da Web

Veja também:



Comente:



Receba atualizações do site:

© Todos os direitos reservados à Cola da Web.com
Siga-nos:
O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.