Flúor (F)

O flúor é um gás amarelo–esverdeado, com forte odor e propriedades tóxicas. Sua reatividade facilita a combinação com todos os demais elementos químicos, com exceção do hélio, do argônio e do criptônio.

O flúor tem alto poder de corrosão, especialmente no contato com a madeira e o amianto.

É obtido por meio da eletrólise do fluoreto de hidrogênio anidro (HF), rico em fluoreto ácido de potássio (KHF2). O fluoreto de hidrogênio pode ser obtido pela reação do fluoreto de cálcio com o ácido sulfúrico concentrado. Substâncias que apresentam flúor são encontradas em pequenas quantidades na água do mar e nos ossos, nas unhas e nos dentes de animais.

Como fluoreto de cálcio (CaF2), aparece na fluorita, e como fluoreto de sódio e alumínio (Na3AIF6), na criolita.

Tanto o flúor como o fluoreto de hidrogênio são tóxicos, por isso seu contato com a pele deve ser evitado, pois podem causar queimaduras.

Fluorita
Fluorita

Aplicações:

Substâncias contendo flúor são usadas na indústria do aço, na produção de urânio e na fabricação de plásticos resistentes ao calor, como o teflão. Em pequenas quantidades, essas substâncias, dissolvidas em água, são usadas para prevenir cáries dentárias e, por esse motivo, são também empregadas na indústria farmacêutica, na fabricação de cremes dentais.

Os compostos de flúor têm aplicações diversas: o ácido fluorídrico (solução aquosa de fluoreto de hidrogênio) é usado na gravação de vidros; a criolita é empregada na produção de alumínio; e o fluoreto de sódio é utilizado na fabricação de inseticidas contra baratas.

Os gases formados por haletos orgânicos (substâncias que apresentam cloro, flúor ou outro halogênio ligado a uma cadeia carbônica) eram muito usados para a refrigeração. Os clorofluorcarbonos (CFC) foram praticamente banidos pelo efeito nocivo que causam na camada de ozônio da atmosfera.

Panela de Teflon
Panelas de teflon – plástico elaborado com flúor capaz de suportar a chama do fogão, por ser resistente ao calor.

Creme Dental
Diferentes marcas de cremes dentais empregam o flúor na fabricação de seus produtos, com o objetivo de prevenir cáries.

Origem do nome: Do latim fluere: fluir. Está relacionado ao mineral fluorita, usado na metalurgia para a fusão de metais.
Descobridor: Foi descoberto pelo químico francês Henri Moissan (1852-1907).
Ano de descoberta: 1886
Número atômico (Z): 9
Massa atômica: 18,9984
Família: 17
Período: 2
Configuração eletrônica: [He]2s2p5
Raio atômico: 50 pm
Estado de agregação da substância simples (CNTP): gasoso
TE (substância simples): -188,12 °C
TF (substância simples): -129,0 °C