Ácidos

Definição de Ácido

Desde os tempos dos alquimistas, observou-se que certas substâncias apresentavam comportamentos peculiares quando dissolvidos na água. Entre tais propriedades destacavam-se o sabor, semelhante ao do vinagre; a facilidade de atacar os metais, dando origem a um gás inflamável; e o fato de produzirem espuma quando em contato com calcários. Essas substâncias foram denominadas ácidos.

Os critérios inicialmente usados para caracterizar os ácidos baseavam-se nas propriedades de suas soluções aquosas. Dizia-se que ácidos eram substâncias que apresentavam sabor azedo ou ácido e produziam mudança de cor dos indicadores. Evidentemente, essas propriedades não são completas nem específicas, pois outras substâncias podem também apresentá-las. Com o passar do tempo, foram estabelecidos conceitos mais definidos para a caracterização dos ácidos, tais como o de Arrhenius, o de Brönsted-Lowry e o de Lewis.

O limão é ácido

Na segunda metade do século XIX, Arrhenius definiu ácido como um composto que, dissolvido em água, libera íons hidrogênio. Essa definição, no entanto, tem sua aplicação limitada às soluções aquosas. Para superar essa restrição, o químico dinamarquês Johannes M. Nicolaus Brönsted e o inglês Thomas Lowry elaboraram a teoria protônica, segundo a qual ácido seria toda substância íon ou molécula capaz de doar prótons, partícula subatômica de carga positiva. Essa teoria pode aplicar-se a qualquer tipo de solvente, e não somente à água, como no caso do critério de Arrhenius.

Baseando-se em critérios distintos, o americano Gilbert Lewis definiu ácido como uma substância que pode aceitar um par de elétrons, partículas subatômicas de carga negativa, que giram em torno do núcleo atômico.

Alguns átomos apresentam maior tendência a ceder elétrons e se convertem em íons positivos ou cátions, enquanto outros tendem a aceitar pares de elétrons, e se convertem em íons negativos ou ânions. Em toda reação química ocorre esse processo simultâneo de doação e recebimento de elétrons, no qual Lewis se baseou para formular sua teoria.


Os ácidos possuem diversas características, entre elas:  

  • Quando em solução aquosa, os ácidos se ionizam, ou seja, dão origem a cátions ou ânions.

  • Em solução aquosa, os ácidos conduzem eletricidade. Isso ocorre porque os ácidos se desdobram em íons.

  • Os ácidos têm sabor azedo, exemplos fáceis de se entender é o limão, o vinagre e o tamarindo.

  • Os ácidos alteram a cor de certas substâncias chamadas INDICADORES. Os indicadores têm a propriedades de mudar de cor conforme o caráter ácido ou básico das soluções. O tornassol e a fenolftaleína são indicadores de ácidos e bases.

  • Os ácidos reagem com as bases, formando sais e água, essa reação se chama REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO. Podemos citar como exemplo a reação de neutralização entre o ácido sulfúrico e o Hidróxido de cálcio. 

Alguns ácidos possuem oxigênio em sua molécula, são os chamados oxiácidos, exemplos? Ácido Fosfórico; Ácido Nítrico. Outros não possuem oxigênio, são os chamados Hidrácidos, exemplo: Ácido bromídrico, ácido Clorídrico.


Escrever Nomes de Ácidos: 

Os oxiácidos têm nomes terminados em ico e os Hidrácidos, em ídrico.

Para escrever os nomes dos Hidrácidos é necessário: 

  1. escrever a palavra ácido
  2. escrever o nome do elemento que está com o hidrogênio e adapte a ele a terminação ídrico.

Para escrever os oxiácidos é apenas preciso encontrar a origem do nome de um elemento que constitui o ânion.

Principais ácidos e algumas de suas aplicações: 

Ácido clorídrico (HCl)

O ácido impuro (técnico) é vendido no comércio com o nome de ácido muriático.
É encontrado no suco gástrico.
É um reagente muito usado na indústria e no laboratório.
É usado na limpeza de edifícios após a sua caiação, para remover os respingos de cal.
É usado na limpeza de superfícies metálicas antes da soldagem dos respectivos metais.

Ácido sulfúrico (H2SO4)

É o ácido mais importante na indústria e no laboratório. O poder econômico de um país pode ser avaliado pela quantidade de ácido sulfúrico que ele fabrica e consome.

O maior consumo de ácido sulfúrico é na fabricação de fertilizantes, como os superfosfatos e o sulfato de amônio.

É o ácido dos acumuladores de chumbo (baterias) usados nos automóveis.

É consumido em enormes quantidades em inúmeros processos industriais, como processos da indústria petroquímica, fabricação de papel, corantes, etc.

O ácido sulfúrico concentrado é um dos desidratantes mais enérgicos. Assim, ele carboniza os hidratos de carbono como os açúcares, amido e celulose; a carbonização é devido à desidratação desses materiais.

O ácido sulfúrico "destrói" o papel, o tecido de algodão, a madeira, o açúcar e outros materiais devido à sua enérgica ação desidratante.

O ácido sulfúrico concentrado tem ação corrosiva sobre os tecidos dos organismos vivos também devido à sua ação desidratante. Produz sérias queimaduras na pele. Por isso, é necessário extremo cuidado ao manusear esse ácido.

As chuvas ácidas em ambiente poluídos com dióxido de enxofre contêm H2SO4 e causam grande impacto ambiental.

Ácido nítrico (HNO3)

Depois do sulfúrico, é o ácido mais fabricado e mais consumido na indústria. Seu maior consumo é na fabricação de explosivos, como nitroglicerina (dinamite), trinitrotolueno (TNT), trinitrocelulose (algodão pólvora) e ácido pícrico e picrato de amônio.

É usado na fabricação do salitre (NaNO3, KNO3) e da pólvora negra (salitre + carvão + enxofre).

A amônia é um gás incolor de cheiro forte e muito irritante.

A amônia é fabricada em enormes quantidades na indústria. Sua principal aplicação é a fabricação de ácido nítrico.

É também usada na fabricação de sais de amônio, muito usados como fertilizantes na agricultura.

Exemplos: NH4NO3, (NH4)2SO4, (NH4)3PO4

A amônia é usada na fabricação de produtos de limpeza doméstica, como Ajax, Fúria, etc.

Ácido fosfórico (H3PO4)

Os seus sais (fosfatos) têm grande aplicação como fertilizantes na agricultura.  
É usado como aditivo em alguns refrigerantes.

Ácido acético (CH3 - COOH)

É o ácido de vinagre, produto indispensável na cozinha (preparo de saladas e maioneses).

Ácido fluorídrico (HF)

Tem a particularidade de corroer o vidro, devendo ser guardado em frascos de polietileno. É usado para gravar sobre vidro.

Ácido carbônico (H2CO3)

É o ácido das águas minerais gaseificadas e dos refrigerantes. Forma-se na reação do gás carbônico com a água: CO2 + H2O ⇒ H2CO3

Hidróxido de magnésio (Mg(OH)2) 

É pouco solúvel na água. A suspensão aquosa de Mg(OH)2 é o leite de magnésia, usado como antiácido estomacal. O Mg(OH)2 neutraliza o excesso de HCl no suco gástrico.

Mg(OH)2 + 2HCl MgCl2 + 2H2O

Hidróxido de alumínio (Al(OH)3)

É muito usado em medicamentos antiácidos estomacais, como Maalox, Pepsamar, etc.


Classificação dos Ácidos

Quanto a presença de oxigênio:

1- Hidrácidos – não possuem oxigênio.
    Ex: HI, HCN, H4 [Fe(CN)6]  

2- Oxiácidos – possuem oxigênio
     Ex: HNO2, H3PO4, H4P2O7

Quanto a volatidade:

Voláteis: apresentam grande tendência a evaporação.
                   Ex: HNO2, HNO3 e Hidrácidos  

Fixos: Apresentam pequena tendência à evaporação.
              Ex: Os Oxiácidos

Quanto ao número de hidrogênios ionizáveis:

Monoácidos: possuem 1 "H" ionizável.
                          Ex: HCl, HNO3, HClO4 

Diácidos: possuem 2 "H" ionizáveis.
                    Ex: H2S, H2CrO4, H2CO3

Triácidos: possuem 3 "H" ionizáveis.
                    Ex: H3AsO4, H3SbO4, H3[Fe(CN)] 

Tetrácidos: possuem 4 "H" ionizáveis.
                      Ex: H4SiO4, H4P2O7 

Força dos hidrácidos

Fortes: HCl, HBr, HI
Moderado: HF
Fraco: os demais.

Força dos oxiáxidos

Regra de Pauling: (nº de oxigênio) – ( nº de "H" ionizavel) = x

x = 3 e 2 = Fortes
x = 1 = Moderados
x = 0 = Fraco

- Ácidos fortes, quando a ionização ocorre em grande extensão.

Exemplos: HCl, HBr, HI . Ácidos HxEOy, nos quais (y - x) ³ = 2, como HClO4, HNO3 e H2SO4.

- Ácidos fracos, quando a ionização ocorre em pequena extensão.

Exemplos: H2S e ácidos HxEOy, nos quais (y - x) = 0, como HClO, H3BO3.

- Ácidos semifortes, quando a ionização ocorre em extensão intermediária.

Exemplos: HF e ácidos HxEOy, nos quais (y - x) = 1, como H3PO4, HNO2, H2SO3.

Exceção: H2CO3 é fraco, embora (y - x) = 1.

Autoria: Celso Di Domenico


Veja também:



Comente!

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados: Proibida a reprodução sem autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98)

O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.
R7 Educa‹o