Home Resumos de Livros > A Convidada – Simone de Beauvoir

A Convidada – Simone de Beauvoir

O primeiro livro e romance de Simone de Beauvoir (1908 – 1986), publicado em 1943, leva o nome de “A Convidada”, em francês “L’Invité”. Ela narra os conflitos de uma mulher de trinta anos, que funciona como um alter ego da autora.

Em “A Convidada” Beauvoir trata questões de filosofia existencialista, o amor de diversos ângulos, o ciúme, aborda também questões humanas como a decepção, raiva, frustração, individualidade entre outros.

Publicidade

Esta obra é baseada no relacionamento da autora com o filósofo e escritor Jean-Paul Sartre. A história é narrada nos meses que antecedem a Segunda Guerra Mundial e descreve a Paris daquela época, com a vibrante boemia e personagens como intelectuais, artistas e escritores.

Resumo de A Convidada

Esta obra que aborda de perto os conflitos humanos e existencialistas conta a história de Françoise e Pierre Labrousse, um casal apaixonado e que nada parece abalar a relação de ambos, além de terem uma forte ligação intelectual. Até que certo dia chega Xaviere, uma estudante que acabou de chegar a Paris e ameaça desestruturar o casal.

Pierre sugere a Françoise que eles ajudem a estudante recém chegada, Xaviere vai então morar no mesmo hotel que eles, passando muitas horas em seu quarto. Pierre começa a se interessar pela jovem e passa horas conversando com ela.

Publicidade

Livro A ConvidadaFrançoise começa a ser corroída pelo ciúmes e se sente desiludida uma vez que acreditava que sua vida com Pierre era perfeita e que nada nunca mudaria seu relacionamento com ele, Françoise acredita que está perdendo sua própria essência e a do seu relacionamento. Xaviere percebe a situação e começa a se sentir mal na presença deles. Então Pierre e Françoise passam a tentar influenciá-la, e ela começa a sofrer com esta atenção.

Françoise tenta encontrar uma forma de preservar sua relação com o homem que ama, então precisa se livrar da presença sufocante de Xaviere. Pierre promete na noite de reveillon desistir de Xaviere, confirmando as suspeitas de Françoise.

Apesar de ser uma história que acontece na década de 40, as experiências humanas continuam atuais e presentes na sociedade atual. No caráter histórico a autora consegue descrever a sociedade boêmia da época de forma absoluta.