Viagens na Minha Terra

A obra “Viagens na Minha Terra” de Almeida Garret é tida como híbrida, e reconhecida como única obra do Romantismo português. A história mistura um estilo digressivo por conta da primeira parte onde ele narra sua viagem de Lisboa até Santarém, e na segunda parte vem o romance com os personagens Carlos, Joaninha e Frei Dinis.

Originalmente foi publicada como folhetim de 1845 a 1846, na revista Universal Lisbonense. O livro traz uma linguagem inovadora para a época e é um retrato do período pelo qual Portugal passava, no caso a decadência do império.

O texto é narrado em primeira pessoa, onde o personagem quem narra poderia ser o próprio Almeida Garret. É ele que conta sobre a viajem de Lisboa até Santarém, e depois através de uma janela observa e conta a história de Carlos e Joaninha.

O pano de fundo é a Revolução Liberal, época em que o país ficou dividido entre aqueles que defendiam a monarquia e os que pediam o liberalismo. A revolução Liberal foi a guerra civil que aconteceu entre os Miguelistas, a favor do monarquismo e os Liberais. Por fim a vitória foi dos liberais.


Resumo de Viagens na Minha Terra

Livro Viagens na Minha TerraO livro começa com a narrativa do personagem que decide viajar de Lisboa até Santarém, junto a um comboio, para conhecer melhor as paisagens do país. Nesta primeira parte do livro, o narrador descreve as paisagens e suas impressões, ao mesmo tempo em que faz citações filosóficas, literárias e históricas, é possível perceber referências como Willian Shakespeare, Luis de Camões, Miguel de Cervantes, Johann Goethe e Homero. Esta parte contem um pouco de autobiografia do autor, uma vez que Almeida Garret fez a mesma viagem.

Na segunda parte do livro, descrita como novelista, o narrador chega a Santarém e conta a história dos outros personagens. Joaninha é uma moça bonita e inocente que mora com sua avó D. Francisca. Ambas recebem semanalmente a visita de Frei Dinis que traz noticias de Carlos, primo de Joaninha. Carlos está lutando na Guerra Civil na tropa de Dom Pedro. Frei Dinis é um homem nobre e com posses que um dia resolveu abandonar tudo e ficar dois anos fora da cidade, retornando depois como Frei.

D. Francisca e Frei Dinis possuem algum segredo sobre Carlos. Certo dia a Guerra Civil chega a Santarém, e junto com ela vem Carlos. Joaninha reencontra seu primo e ambos são arrebatador por uma forte paixão, tanto que assim que ela o encontra eles trocam um beijo apaixonado. Carlos omite de sua prima que possui uma noiva na Inglaterra de nome Georgina, e o fato de estar com Joaninha o deixa confuso.

Carlos fica ferido e a prima cuida dele até que este se cure. Antes de ir embora da cidade ele pede a avó que conte o segredo que ela e Frei Dinis possuem. A avó acaba contando que Frei Dinis é seu verdadeiro pai, e que sua mãe havia falecido. Carlos fica atordoado com a notícia e volta para casa de Georgina. Esta já está sabendo de seu caso com a prima Joaninha, Frei Dinis foi quem lhe contou. Ela não o perdoa e o abandona. No fim, Carlos entra para carreira política onde obtém sucesso, Joaninha depois de ser abandonada pelo primo enlouquece e morre. Frei Dinis cuida de Dona Francisca que ficou cega até a sua morte. Cada personagem pode representar um pouco de Portugal.


Baixar o livro:


Comente!

Receba novidades

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados: Proibida a reprodução sem autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98)

O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.
R7 Educa‹o