Home » Exercícios Resolvidos » Exercícios Resolvidos de História » Expansão Mercantil Européia

Expansão Mercantil Européia

Exercícios sobre expansão mercantil européia

Leia o artigo: Grandes Navegações


Questões:

01. (FATEC) No início dos tempos modernos, assistimos a uma série de grandes transformações que atuaram na desestruturação do mundo feudal e também se refletiam na diminuição do poder da Igreja, na expansão comercial e marítima, no desenvolvimento da burguesia, no Renascimento e na reforma religiosa. Também está ligada a este período histórico:
                                
a) a descentralização política e administrativa do Estado;
b) a formação das repúblicas federativas;
c) a ascensão das ditaduras pelas elites militares;
d) a ascensão das ditaduras lideradas pelas classes trabalhadoras;
e) a formação das monarquias nacionais absolutistas.
                                
                                
02. Leia as seguintes afirmações sobre as transformações ocorridas entre a Alta e a Baixa Idade Média:

1. A descentralização e a fragmentação política deram lugar à unificação territorial e às monarquias nacionais.
2. A produção rural auto-suficiente foi substituída pela agricultura comercial.
3. O surgimento e o desenvolvimento da camada burguesa reforçou os laços da suserania e vassalagem.
4. Os valores medievais e a cultura teocêntrica foram substituídos pelas idéias iluministas e liberais.

Assinale:
 
a) se todas as afirmações forem corretas;
b) se todas as afirmações forem incorretas;
c) se apenas as afirmações 1, 2 e 3 forem corretas;
d) se apenas as afirmações 1, 2 e 4 forem corretas;
e) se apenas as afirmações 1 e 2 forem corretas.
 
 
03. A aliança entre Rei e Burguesia no final da Idade Média e início da Idade Moderna não teve como objetivo:
 
a) o fortalecimento da centralização política contra o particularismo feudal vigente até então;
b) a unificação de moedas, pesos e medidas, a fim de facilitar as transações comerciais;
c) a definição de fronteiras e, ao mesmo tempo, de mercados internos e externos;
d) a valorização das autoridades religiosas e a submissão do Estado à Igreja;
e) a imposição de código único de leis para o país em lugar do direito consuetudinário feudal.
 
 
04. Um dos fenômenos marcantes da Renascença foi o surgimento de novas teorias políticas e conômicas baseadas em fundamentação secular e não mais teológica. Nesse passo:
 
a) foi rompida a tradição das explicações religiosas, morais e filosóficas ditadas pela Igreja Católica;
b) ganha espaço o conceito de que economia, política e sociedade devem se subordinar à religião;
c) cresceu a importância do clero secular, um dos principais pilares da Igreja;
d) foi negada a secularização do Estado, que até então mostrava-se fortalecido;
e) os pensadores renascentistas passaram a atacar a acumulação capitalista.
 
 
05. Ao final da Idade Média, a necessidade de novas rotas de comércio gerou a expansão mercantil e marítima desenvolvida pelos países atlânticos. Até então, a principal via comercial européia era o Mediterrâneo, cujo monopólio estava concentrado nas mãos dos comerciantes:
 
a) venezianos e pisanos
b) espanhóis e muçulmanos
c) venezianos e mouros
d) italianos e árabes
e) italianos e ibéricos

 
06. Apresentam-se como características da transição do feudo-capitalista, exceto:
 
a) a formação das monarquias nacionais;
b) o surgimento da burguesia;
c) o aumento do poder da Igreja Católica;
d) o Renascimento Comercial;
e) o desenvolvimento da vida cultural.
 

07. A crise européia dos séculos XIV e XV constituiu um bloqueio ao desenvolvimento da economia de mercado. A superação desse processo foi realizada por meio:
 
a) da isenção de tributos para as cidades;
b) do fortalecimento das corporações de ofício;
c) da Expansão Marítima;
d) de incentivo à lavoura feudal;
e) das Cruzadas.
 

08. As rotas marítimas do Mediterrâneo, do Norte e do Báltico revitalizaram o comércio europeu a partir do século XI. No continente europeu, essa revitalização deu-se com:
 
a) as rotas terrestres que ligavam as cidades francesas e Constantinopla;
b) a expansão mercantil dos muçulmanos a partir da Espanha;
c) a participação dos mercadores vikings;
d) com as feiras medievais que surgiram ao longo das rotas de comércio;
e) a fundação das feitorias árabes na Península Ibérica.
 
 
09. A Expansão Marítima e Comercial é produto de um conjunto de fatores que marcam a época de transição por que passava a Europa. Essa transição caracteriza a passagem de um modo de produção em crise para outro, isto é:
 
a) do escravista para o feudal;
b) do capitalista para o escravista;
c) do feudal para o capitalista;
d) do feudal para o escravista;
e) do escravista para o capitalista.
 

10. (FUVEST) À época da expansão Marítima e Comercial, a Europa passava por profundas transformações. Entre elas, podemos destacar, exceto:
 
a) o advento das monarquias nacionais;
b) a desintegração do escravismo;
c) o processo de formação do capitalismo;
d) a ascensão da burguesia mercantil;
e) o Renascimento Comercial.
 


Resolução:

01. E 02. E 03. D 04. D
05. D 06. C 07. C 08. C
09. C 10. B    



Comente!

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados: Proibida a reprodução sem autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98)

O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.
R7 Educa‹o