Home » Geografia » Paisagens Naturais » Mares e Oceanos

Mares e Oceanos

Os oceanos e seus mares adjacentes somam, juntos, mais de 90% do volume total de água da Terra; cobrem, aproximadamente, 75% de sua superfície; e exercem um papel fundamental sobre o equilíbrio da biosfera remanescente - a pequena camada de ar, água e terra que suporta a vida: determinando o clima, através das interações dinâmicas entre a atmosfera e os oceanos, e regulando a temperatura do planeta.

Numa analogia ao corpo humano, podemos dizer que os oceanos foram o útero do planeta Terra, onde toda vida começou e são, atualmente, o sangue, o coração, os rins e o estômago do Mundo. De fato, como explica Sagan (1984), a Terra se condensou de gás e poeira interestrelares há mais ou menos 4,6 bilhões de anos. A origem da vida, aconteceu logo depois, talvez em torno de 4 bilhões de anos atrás, nos lagos e oceanos da Terra primitiva. Naquele tempo, os relâmpagos e a luz ultravioleta do sol separavam as moléculas simples, ricas em hidrogênio da atmosfera primitiva em fragmentos que, espontaneamente, se recombinavam em moléculas mais complexas. Os produtos incipientes dessa química eram dissolvidos nos oceanos, originando um tipo de caldo orgânico de complexidade gradualmente maior, até que um dia, quase que por acidente, apareceu uma molécula capaz de fazer cópias grosseiras de si mesma. Este foi o primeiro ancestral do ácido desoxirribonucleico, o DNA, a principal molécula da vida na Terra.

Na maior parte dos quatro bilhões de anos desde a origem da vida, os organismos dominantes eram algas azuis-esverdeadas microscópicas que cobriam e preenchiam os oceanos. Então, há 600 milhões de anos, o poder monopolizante das algas foi quebrado e emergiu uma proliferação de novas formas de vida - um evento chamado explosão cambriana. Após a explosão, a evolução desses novos organismos ocorreu à uma velocidade espantosa. Em rápida sucessão, apareceram o primeiro peixe e o primeiro vertebrado; plantas anteriormente restritas aos oceanos, iniciaram a colonização da Terra.

Os primeiros insetos evoluíram, e seus descendentes tornaram-se os pioneiros na colonização da Terra pelos animais; surgiram insetos alados juntamente com os anfíbios, criaturas semelhantes aos peixes com pulmões, capazes de sobreviver tanto na terra como na água; apareceram as primeiras árvores e os primeiros répteis; os dinossauros evoluíram; emergiram os mamíferos e então os primeiros pássaros; as primeiras flores desabrocharam; os dinossauros se tornaram extintos; os primeiros cetáceos, ancestrais dos golfinhos e das baleias, surgiram no mesmo período que os primatas - antepassados dos macacos, gorilas e homens. E, então, há mais ou menos 10 milhões de anos, as primeiras criaturas parecidas com seres humanos evoluíram, acompanhadas por um aumento espetacular no tamanho do cérebro, resultando, assim, nos seres humanos de hoje.

Conforme a Terra gira em torno do sol, os oceanos são aquecidos e a água se evapora formando nuvens. Elas fluem com os ventos que sopram em todos os lugares, distribuindo a água por todo o planeta, como o coração que bombeia o sangue pelo corpo humano. Depois, água volta aos oceanos pelos rios e geleiras, ou através das chuvas, formando um sistema fechado, contínuo e infinito (ciclo hidrológico).

Os oceanos, com todos os seus braços e extensões, também funcionam como um rim perfeito, filtrando e purificando poluentes de toda natureza, seja depositando-os no fundo, ou transformando-os em vida quando digeridos por uma das muitas criaturas marinhas existentes. Criaturas de variáveis formas e tamanhos (desde plânctons até baleias) capazes de digerir qualquer coisa, independentemente do sabor e de seu valor nutritivo.

O consumo de dióxido de carbono pelos fitoplânctons durante o processo da fotossíntese é fator fundamental para a compreensão do papel dos oceanos no ciclo global do carbono. O CO2 (dióxido de carbono) é o gás mais abundante entre os gases que contribuem com o efeito estufa, sendo responsável por mais de 50% deste. Aproximadamente 96% de todo CO2 liberado na atmosfera tem origem natural, e os 4% restantes são produzidos pelo homem, a maioria, por queima de combustíveis fósseis e conversão do uso da terra. (deflorestamento e degradação do solo).

Além de garantir condições para o suporte da vida em todo o planeta, os oceanos também são de importância vital aos seres humanos, do ponto de vista biológico, social e econômico. Cerca de 60% de toda população mundial vive na zona costeira, isto é, aproximadamente 3 bilhões de pessoas. As águas costeiras e oceânicas são regiões de alta produtividade primária (fitoplânctons) e, respondem por cerca de 90% das reservas de pescado do mundo. Delas, obtemos o oxigênio que respiramos, sal, água (dessalinização), peles, pérolas, alimentos (cerca de 90 milhões de toneladas de peixes e moluscos todos os anos), etc. Das ondas, correntes e marés, produzimos energia; do seu subsolo, extraímos minerais e óleo; e por fim, os ambientes marinhos nos propiciam fontes de turismo e lazer.

Autoria: Messias Rocha de Lira


Comente:



Receba atualizações do site:

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados: Proibida a reprodução sem autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98)

O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.
R7 Educa‹o