Ecologia

Desenvolvimento Sustentável

O conceito de desenvolvimento sustentável tem suas raízes fincadas na ecologia e está associada à capacidade de reposição e regeneração dos ecossistemas.

Origem do termo

É muito comum relacionarmos o termo desenvolvimento à ideia de crescimento econômico, que tem por base a exploração dos recursos naturais, como petróleo e minérios, além da agricultura, para o fornecimento de matérias-primas às indústrias. Contudo, desenvolvimento é muito mais do que progresso econômico, mesmo porque, se o progresso econômico não considera o fato de que os recursos naturais são finitos, ele está também ameaçado.

Preocupada em compreender os limites do desenvolvimento, a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, da ONU (Organização das Nações Unidas), elaborou a ideia de desenvolvimento sustentável, que significa se desenvolver atendendo às necessidades da atual geração, mas garantindo a manutenção de recursos para as gerações futuras.

É uma visão de desenvolvimento não predatório, que tem como objetivo não esgotar os recursos naturais, para que as populações do futuro tenham possibilidade de usufruir dos mesmos benefícios de que usufruímos hoje.

Objetivos do desenvolvimento sustentável

De acordo com a ideia de sustentabilidade, o desenvolvimento engloba não apenas a economia, mas também a qualidade de vida, a distribuição de riquezas, o uso consciente de recursos, o fortalecimento das instituições democráticas e a educação de qualidade.

O desenvolvimento sustentável preocupa-se com a qualidade do crescimento econômico, e não com a quantidade e a rapidez desse crescimento, pois compreende que um crescimento predatório é limitado, causando mais prejuízos do que benefícios à população.

Objetivos do desenvolvimento sustentável

Dimensões do desenvolvimento sustentável

A exigência de inserção da sustentabilidade em outros aspectos das relações sociais e do ser humano com a natureza fez com que alguns teóricos passassem a conceituar distintas dimensões desse conceito, que de modo geral, abriga as seguintes dimensões:

Desenvolvimento Sustentável

Ecológica: diz respeito à conservação dos ecossistemas e pelo manejo racional do meio ambiente e recursos naturais.

Econômica: trata das atividades produtivas razoavelmente rentáveis preocupadas mais com a qualidade de vida que na quantidade da produção, que tenham relativa permanência no tempo.

Social: diz respeito aos valores culturais, às relações sociais e às expectativas da sociedade, partindo-se da ideia que o desenvolvimento deve melhorar a qualidade de vida da população. No caso de países com desigualdade e exclusão social, implica a adoção de políticas distributivas e a universalização de atendimento a questões como saúde, educação, habitação e seguridade social, entre outras.

Conclusão

Desse modo, percebemos que o conceito de desenvolvimento sustentável tem dimensões ambientais, econômicas, sociais, políticas e culturais, o que necessariamente traduz várias preocupações: com o presente e o futuro das pessoas, com a produção e o consumo de bens e serviços; com as necessidades básicas de subsistência, com os recursos naturais e o equilíbrio ecossistêmico; com as práticas decisórias e a distribuição do poder e com os valores pessoais e a cultura.

O conceito, portanto, é abrangente e integral, não admitindo ser reduzido apenas à dimensão ambiental e, necessariamente, deve ser flexível o bastante para se adaptar a diferentes formações sociais e realidades históricas.

Isso significa que o que pode ser sustentável nos países desenvolvidos da pós-modernidade globalizada não é necessariamente para os países dependentes economicamente e pobres. Para estes, a sustentabilidade é um conceito centrado no respeito à vida, o que em outras palavras significa reduzir a pobreza, promover a satisfação das necessidades básicas e resgatar a equidade, através do estabelecimento de uma forma de governar capaz de garantir a participação social nas decisões essenciais para os países.

Tudo isto é necessário para que o processo de desenvolvimento seja considerado, de fato, sustentável.

Por: Renan Bardine

Veja também: