Home Curiosidades > Itens de Segurança em Lugares Fechados

Itens de Segurança em Lugares Fechados

Ao saber o que tinha acontecido em Santa Maria – RS logo pela manhã na TV pensei: meu Deus obrigado por ter nos protegido por quase 35 anos trabalhando com casas noturnas, logo me lembrei dos cuidados que tínhamos com a segurança nas nossas boates, agradeci também aos meus professores da ETE de Santa Rita do Sapucaí e UFSCar que me ensinaram os segredos da eletricidade, eletrônica e acústica entre outras que me ajudaram na montagem das mais de 8 Boates que fui dono e tantas outras que projetei ou montei.

Publicidade

Acompanhando as notícias verifiquei vários erros, itens de segurança que precisam ser apontados para que sirva de orientação para quem não tem conhecimento no assunto, assim como para que se tornem leis e que sejam aplicadas não apenas em Boates, mas também em Clubes, Teatros, Cinemas, entre outros.

Descrevo abaixo alguns dos itens importantes para uma boa segurança em lugares fechados.

Acústica

As exigências atuais de isolamento acústico estão bastante severas, quem não fizer um bom isolamento acústico, atualmente não funciona mais, isso foi um avanço certamente, mas o problema, é que estão usando produtos baratos e inadequados para isolamento acústico, são espumas altamente inflamáveis tipo casca de ovo, que são fabricadas para sobrepor colchão de enfermos, são excelentes absorvedores do som, baratas, porém, são altamente inflamáveis e sua fumaça é altamente tóxica.

Para uma boa segurança nesses lugares o correto é usar produtos termo-acústicos que, além de acústicos são anti-chamas ou isolantes térmicos. Como por exemplo os forros de gesso e mantas de lá de vidro ou mesmo pisto-fibra a base de lã de vidro que alem de não pegar fogo, são excelentes isolantes térmicos e fazem um ótimo isolamento ou absorção acústica dependendo de como se usa.

Nunca se deve usar isopor para forro ou rebaixamento de palco, pode ser usado gesso por exemplo, que não é inflamável e tem um ótimo custo. Estes dois produtos citados acima, espuma tipo colchão casca de ovo e isopor devem ser expressamente proibidos em ambientes de alto risco.

Alarme de Incêndio

O alarme de incêndio deve ser acionado de forma automática, com sensores e também manualmente em vários pontos da casa, tais como cabine de som, caixas e com os seguranças. Quando for acionado, toda equipe da casa deve estar treinada para ação imediata de evacuação, sem que seja necessário ver a fumaça, pois segundos salvam muitas vidas.

Portas de Emergência

As portas de emergências devem ser estrategicamente colocadas e ser em número suficiente para esvaziar o lugar em no maximo em 3 minutos e não podem existir obstáculos em hipótese alguma, como mesas, biombos ou estrangulamento por portas menores antes das portas de emergência.

Existe um cálculo que determina o tamanho das portas pela capacidade da casa e nunca deve ser unicamente a mesma de entrada.

Sinalização

As sinalizações das saídas de emergências em lugares fechados precisam ser muito visíveis e iluminadas, com ou sem energia. Se piscarem melhor.

Luzes de Emergência

É preciso que o ambiente fique extremamente bem iluminado quando acionada as luzes de emergências, bem acima da luz normal da casa em funcionamento e que cubra todos os espaços da casa.

Seguranças

Não basta ter um ou dois seguranças com treinamento contra incêndio, é preciso que alem dos seguranças, todos os funcionários da casa tenham o treinamento contra incêndio.

Sugestão: Um programa de treinamento poderia ser oferecido pelos Bombeiros com entrega de carteira certificando o treinamento ao funcionário, para as devidas fiscalizações futuras e que seja com baixo custo para ser acessível a todos.

Fiscalização

As prefeituras precisam ter em sua equipe de fiscalização pelo menos um engenheiro com conhecimento no assunto segurança, que possa inclusive orientar os proprietários, não somente um decibelimetro e um talão de multas.

É preciso também que a fiscalização seja periódica, semestral por exemplo, para que seja preventiva e não apenas punitiva.

Extintores e Hidrantes

Já existe uma lei onde basta o uso de extintores dependendo da metragem do estabelecimento e acima de 1.400 metros quadrados (aproximadamente) é necessário o uso de hidrantes também, além dos extintores.
O que é preciso fazer? Aplicar a lei.

Artefatos

Certamente nunca usar artefatos que possam dar inicio a incêndios nesses lugares, exceto com autorização e acompanhamento de bombeiros durante o evento.

Espero que meu texto seja de alguma contribuição tanto para os profissionais que trabalham na área, como para autoridades que terão que impor mudanças e que elas sejam para melhorar e não apenas para incriminar este setor tão importante que é o entretenimento.

Por: Rubens Galvani