Geografia do Brasil

São Luís

Fundada por franceses no início do século XVII, a cidade de São Luís é a capital do estado do Maranhão, localizado na região Nordeste do Brasil. A capital conta com uma extensão territorial de 834,785 Km² e uma população de aproximadamente 1.014.837 habitantes, segundo dados do Censo Demográfico de 2010 do IBGE.

História

Localizada no litoral do Maranhão, São Luís era, inicialmente, uma aldeia tupinambá, que recebia o nome de Upaon-Açu. Em 1612, essa aldeia foi conquistada pelos franceses, liderados pelo General da Marinha Daniel de La Touche, com a objetivo de instituir um sistema colonial do país naquela região: a chamada França Equinocial. Assim, em 8 de setembro do mesmo ano, instalava-se no local o Forte de São Luís, em homenagem ao Rei Luís XIII da França, origem também do nome da capital.

Entretanto, os franceses viram seu projeto cair por terra no ano de 1615, quando foram expulsos por tropas portuguesas. Depois de quatro anos, então, Portugal dá início à colonização da ilha, promovendo a migração de povos açorianos para a localidade. A primeira atividade desenvolvida pelos colonos foi a plantação de cana-de-açúcar, como ocorria em diversas regiões do país.

São Luis

Em 1641, São Luís volta a ser invadida, mas desta vez por colonizadores holandeses, comandados por Maurício de Nassau. O objetivo da Holanda era expandir a produção de açúcar na região, assim como já se estava desenvolvendo em outras partes do nordeste brasileiro. O domínio holandês da ilha de São Luís se encerra em 1644, com a retomada do território pela Coroa Portuguesa.

Geografia

Geograficamente, a capital maranhense está localizada a Norte do estado, ocupando uma região de planícies. O clima da cidade é classificado como tropical quente e úmido, com temperatura média de 23 °C a 31 C°. A região apresenta dois períodos bem marcados: uma estação chuvosa, de janeiro a julho; e uma estação seca, de agosto a dezembro.

População

A população ludovicense, isto é, natural de São Luís, é amplamente miscigenada, característica resultante da mistura de três origens principais: os povos indígenas, que já habitavam o local; os portugueses, vindos, sobretudo da região dos açores; e os africanos, trazidos pelos colonizadores nos navios negreiros.

A densidade demográfica da cidade é a maior do Maranhão: 1215,69 habitantes/km². Conforme os dados do IBGE, a população feminina da cidade é maior que a masculina: são 539.842 mulheres e 474.995 homens.

Economia

Segundo dados do IMESC (Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos), em 2011, o Produto Interno Bruto de São Luís totalizava R$ 20,7 bilhões, no qual, 75,2% correspondem a Serviços (Comércio, Setor imobiliário, Transportes e Administração Pública); 27,4% à Indústria; e 0,01% à Agropecuária. A capital detém o maior PIB do Maranhão, respondendo por aproximadamente 40% da soma de todos os bens e serviços produzidos no estado.

Cultura

A cidade de São Luís é marcada por uma gama de manifestações culturais, com destaque para o Bumba-meu-boi, o Tambor de Crioula e o Cacuriá. Além das batidas próprias do folclore maranhense, a musicalidade da capital foi contagiada pelo reggae, ritmo de origem jamaicana. Por ter este ritmo como um dos mais ouvidos pelos ludovicenses, a cidade ficou conhecida como Capital do Reggae.

A cidade de São Luís foi berço de importantes nomes da literatura brasileira, como o poeta Gonçalves Dias (1823-1864); o escritor Graça Aranha (1868-1931), membro fundador da Academia Brasileira de Letras e um dos integrantes do Movimento Modernista de 1922; o romancista Aluísio de Azevedo (1857-1913) e seu irmão, o dramaturgo Arthur de Azevedo (1855-1908). O vasto acervo literário de escritores locais, como também de outras regiões do País, está preservado na Casa de Cultura Josué Montello.

Arquitetura

Única cidade fundada por franceses no Brasil, São Luís tem uma grande relevância histórica. A capital possui um conjunto arquitetônico característicos dos séculos XVII e XIX, baseado no estilo português tradicional. Nos monumentos históricos da cidade predominam os azulejos: 428 prédios e casas da cidade são azulejados e cerca de 80% desses ladrilhos são provenientes de Portugal. Entre eles estão o Palácio dos Leões, onde funcionou até 1615 o forte que protegia a então capital da França Equinocial; a Catedral da Sé, construída pelos Jesuítas em 1726; a igreja do Carmo, uma das mais antigas da cidade, edificada em 1627; e o Teatro Arthur Azevedo, construído entre 1815 e 1817, considerado o primeiro teatro a ser instalado em uma capital brasileira.

O Centro Histórico de São Luís, também chamado de Museu a céu aberto, é formado por aproximadamente 4 mil construções tombadas pelo Governo Federal. Devido à sua arquitetura histórica, São Luís recebeu da UNESCO o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, em 1997.

Culinária

A culinária da capital maranhense traz consigo características das três culturas que deram origem ao povo ludovicense. O prato mais representativo desta mistura é o arroz de cuxá, preparado com legumes, frutos do mar e diferentes temperos. Também são exemplos de iguarias de São Luís as caldeiradas, as fritadas de camarão e de caranguejo, o creme de cupuaçu, o guaraná Jesus, entre outros.

Referências

Veja também: