Sociólogo

Esse profissional faz pesquisas tanto teóricas como de campo; seu trabalho ajuda a compreender melhor a sociedade.

Publicidade

O sociólogo tem como objeto de estudo a organização do homem em sociedade, buscando explicar sua natureza, as estruturas que a compõem e as relações que se estabelecem entre indivíduos e instituições. Assim, pode estudar qualquer fenômeno social, seja no campo das artes, da ciência, da cultura, da religião, entre outros.

Produz basicamente um saber teórico, que pode fornecer subsídios para a ação prática de diversos agentes, tanto da sociedade civil como dos setores públicos e privados. Muitos sociólogos, em decorrência de suas análises, terminam por engajar-se em propostas de mudanças sociais. De fato, é tradição no campo da Sociologia o surgimento de teóricos que elaboram propostas políticas e constroem uma trajetória de militância partidária.Temos um exemplo no Brasil na figura de Florestan Fernandes, que, além de ter sido um dos mais respeitados sociólogos do país, foi um membro destacado dos movimentos de esquerda.

Além da pesquisa acadêmica – uma de suas principais atividades –, os órgãos públicos, as organizações da sociedade civil e, em menor escala, o setor privado podem ser áreas de atuação desse profissional. Um exemplo no setor público é o trabalho com menores de rua, em que o sociólogo detectará as causas determinantes do abandono e analisará o que poderá ser feito para eliminá-las, municiando os governos para a elaboração de políticas públicas.

Publicidade

Para tornar-se sociólogo, é preciso fazer um curso de bacharelado em Ciências Sociais, com duração de quatro anos, e optar pela habilitação em Sociologia. Uma sólida formação nas Ciências Humanas em geral, como Filosofia e Ciência Política, é necessária para que esse profissional dê conta da grande abrangência de seu campo de estudo. Sociólogo

Mercado

Estável. Embora possa atuar em diversos setores e em vários tipos de empresa, o mercado de trabalho desse profissional, que é basicamente um pesquisador, sempre foi um tanto restrito. Organizações não-governamentais (ONGs), fundações empresariais e outros órgãos do terceiro setor, são, atualmente, uma das melhores opções.

Opções de trabalho

• Dar consultoria e assessoria a partidos políticos, entidades de classe ou empresas privadas.

• Seguir a carreira acadêmica ou atuar em órgãos públicos, ONGs e centros culturais.

Remuneração

Salário médio inicial: R$ 1.800,00.

Formação

8 semestres.

Bacharelado em Ciências Sociais, com habilitação em Sociologia: UFSC-Florianópolis/SC; PUC-Rio de Janeiro/RJ; UEL-Londrina/PR; Unicap-Recife/PE; UFMG-Belo Horizonte/MG; Univale-Governador Valadares/MG; UFSCar-São Carlos/SP; FESPSP-São Paulo/SP; UnB-Brasília/DF; Unicamp-Campinas/SP; USP-São Paulo/SP; PUC-São Paulo/SP; Uerj-Rio de Janeiro/RJ; UFRGS-Porto Alegre/RS; UFRJ-Rio de Janeiro/RJ; PUC-Porto Alegre/RS; UFBA-Salvador/BA; UFC-Fortaleza/CE; UFF-Rio de Janeiro/RJ; UFPR-Curitiba/PR; UFPE-Recife/PE; Unesp-Araraquara/SP; Unesp-Marília/SP; Unioeste-Toledo/PR; Unisinos-São Leopoldo/RS.