Home Pedagogia > Campos conceituais da arte e experiência estética

Campos conceituais da arte e experiência estética

A aprendizagem artística abrange um conjunto de diferentes tipos de conhecimentos, que visam a criação de significações exercendo basicamente a constante possibilidade de transformação do ser humano.

Publicidade

♦ Plano de Aula de Artes Visuais

♦ Conteúdo: desenho

♦ Público alvo: Esta proposta foi planejada para ser realizada em uma pré-escola com alunos de 5 anos, mas também pode ser aplicada com crianças de 1a à 4a série.

♦ Relato: Na sala de aula, o (a) professor(a) inicia a atividade com uma conversa sobre desenho. Realiza algumas perguntas, tais como:

– Quem gosta de desenhar?

– O que mais costumam desenhar?

– Algum de vocês já fez um desenho para presentear alguém?

– Já desenharam um retrato de si mesmos? E de outras pessoas?

– Já perceberam as diferenças entre as pessoas (altura, peso, cor da pele, cabelos, olhos, enfim, a aparência delas)?

Após estes questionamentos, o professor distribui revistas para as crianças, e as orienta a procurar figuras de pessoas (crianças, jovens, adultos e idosos), observar os corpos que estão em movimento e em seguida selecionar as figuras que mais chamaram a sua atenção.

Campos conceituais da arteA partir daí, os alunos farão uma releitura das figuras que mais gostaram, desenhando livremente em folhas de ofício, utilizando-se de lápis de cor ou giz de cera uma cena escolhida. O professor organiza a turma em círculo e pede para que cada aluno mostre seu trabalho e faça a leitura dele, ou seja, comente sobre ele.

Em seguida, desenharão a partir de uma interferência colocada previamente no papel, que pode ser um desenho de uma parte do corpo. Cada criança é chamada para completar uma parte do desenho. Após a apreciação da obra de arte, as crianças irão apreciar seus próprios trabalhos e os de seus colegas.

No final, as crianças junto com o professor, farão a montagem de painéis que contenham ampliações de desenhos de figuras humanas elaboradas pelas crianças do grupo.

♦ Objetivos desta atividade:

– Identificar gradativamente a representação da figura humana por meio de imagens;

– levar as crianças a refletirem sobre o desenvolvimento do corpo ao longo do tempo, por intermédio de figuras.

– Desenvolver a percepção da criança; – Estimular o gosto pelas artes.

♦ Experiência estética:

Publicidade

Considero relevante uma experiência estética que vivenciei quando conheci a Praia de Jurerê Internacional, no verão de 2005. Lembro que neste dia estava acompanhada de minha família. Todos estavam muito alegres e aproveitaram ao máximo aqueles momentos. Era um mar maravilhoso, sussurrejava, rendando de branco a orla das ondas pequeninas e baixas, com águas cristalinas, a areia fina e clara, o dia estava lindo, a brisa acariciava o rosto, o céu azul e um sol… enfim, era uma tarde belíssima, naquela hora de infinita mansidão, que ao mesmo tempo assumia um tom doce, brando e meigo à medida que entardecia. As emoções vividas por mim foram de emoção, liberdade, paz, suavidade.

♦ Conclusão: O desenho é uma forma privilegiada de representação, no qual as crianças podem expressar suas idéias e informações, sendo uma representação plana da realidade. Acredito que esta proposta é bem significativa, pois propicia o envolvimento da criança com o assunto a ser desenvolvido, o qual faz parte da sua vida.

REFERÊNCIAS

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Ensino Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil/Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Ensino Fundamental. – Brasília: MEC/SEF: 1998. 3v.: il.

BRASIl. Secretaria de Ensino Fundamental. Parametros Curriculares Nacionais: Arte/Secretaria de Ensino Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.

CAVA, Laura Célia S. Cabral. Fundamentos e Metodologias do Ensino das Artes e da Música. UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ. Curso Pedagogia: módulo 4. Londrina: UNOPAR, agosto de 2007.

Por: Iara Maria Stein Benítez
Colaboradora do site Cola da Web