Home Resumos de Livros > Clara dos Anjos

Clara dos Anjos

No romance Clara dos Anjos, de Lima Barreto, o autor denuncia os problemas cotidianos do início do século XX: preconceitos raciais, sociais e de gênero.

Publicidade

A obra, Clara dos Anjos, expõe o papel feminino e os preconceitos que a mulher sofria naquela época, como a submissão, o abandono, a violência e o constrangimento público.

Lima Barreto retratou a mulher num momento em que casar era necessário e feito como moeda de troca para ela, portanto, percebe-se que a sociedade patriarcal retratada oprime a mulher, definindo o lugar que ela deve ocupar na sociedade fluminense no início do século XX.

O romance é narrado em 3ª pessoa, onisciente. O narrador às vezes é intruso, intervindo na narrativa confundindo-se em alguns momentos com a voz de Clara. Lima Barreto apropria-se de uma linguagem simples por meio da língua falada, empregando humor e ironia.

Capa do livro Clara dos Anjos

Resumo

Clara é mulata, tem dezessete anos, é filha de Joaquim dos Anjos, carteiro, flautista e casado com Engrácia, dona de casa. Eles moram em um casebre simples e humilde, que possui dois quartos, sala de jantar e de visitas, cozinha, despensa e quintal, situada no subúrbio do Rio de Janeiro.

Publicidade

A família possui alguns vizinhos, dentre eles alguns estrangeiros, e frequenta a casa de poucos, como Antônio da Silva Marramaque, padrinho de Clara.

Em seu aniversário Clara conhece Cassi Jones de Azevedo, violeiro convidado para tocar na festa. Cassi Jones é branco, de uma classe social um pouco melhor, tem vinte e poucos anos e possui fama de sedutor, portanto, envia a Clara cartas de amor para que ela se apaixone por ele.

Clara é ingênua, frágil, sem grandes ambições, acredita na pureza do amor, por tudo isso, o plano do rapaz dá certo e ela resolver se entregar a ele. O padrinho de Clara resolver interceder pela afilhada, mas é assassinado por Cassi e uns capangas.

Passa o tempo e descobre-se que a moça está grávida, então Cassi desaparece em fuga. Clara pensa em abortar, mas segue o conselho de sua mãe e vai à casa de Cassi esperando “reparação”, mas é maltratada pela mãe do rapaz, que a humilha por ser mulata e pobre. Então a moça se dá conta de sua posição na sociedade: mulher, pobre e negra.

Referências bibliográficas

Por: Miriã Lira