Home Guia de Profissões > Engenheiro Sanitarista

Engenheiro Sanitarista

A área de engenharia sanitarista, é considerada como a área da exploração e da utilização dos recursos hídricos. Todos os engenheiros sanitaristas são profissionais devidamente qualificados por diagnosticar, elaborar e coordenar projetos voltados ao saneamento básico bem como de obras sanitárias.

Este profissional trabalha em uma área muito importante para as áreas sociais, de saúde, e também ecológicas, pois além de visar um bem estar social, esta é uma forma de prevenir as doenças sempre com o objetivo de visar o bem estar social. Engenheiros ambientais atuam promovendo todo o desenvolvimento de forma sustentável.

Como está o mercado de trabalho para o profissional

Há uma grande necessidade de profissionais nesta área no Brasil, tudo devido a precariedade de sistemas de saneamento básico, e voltados ao abastecimento de água potável. Os mercados são promissores principalmente em esferas públicas, a maioria dos serviços é de responsabilidade de prefeituras, secretarias estaduais e federais, além dos órgãos de planejamento, bem como de controle ambiental.

Engenheiro Sanitarista

Atualmente, é possível ter o crescimento do número de empresas privadas, preocupadas com toda a situação de meio ambiente e suas consequências de médio e longo prazo, com as devidas pressões legais com a questão de sua poluição.

Todas estas empresas se caracterizam em um novo mercado para o engenheiro sanitarista, este que baseado nos conhecimentos que possuem pode contar com soluções para alguns dos problemas.

Entre as melhores instituições podemos citar:

MG Itajubá Unifei Eng. Amb. Viçosa UFV Eng. Amb. PA Belém UFPA Eng. Sanitária E Amb. SC Florianópolis UFSC Eng. Sanitária E Amb. SP Rio Claro Unesp Eng. Amb. São Carlos USP Eng. Amb.

Sobre o curso

Toda a grade curricular deste processo de seleção é considerada multidisciplinar, com disciplinas voltadas as áreas de ciências exatas, e também de ciências biológicas. As aulas de física, química e estatística podem se alternar com as de ecologia, hidrologia, topografia e hidráulica.

A partir do terceiro ano de curso, é possível perceber conteúdos mais elaborados e específicos para a área, como hidráulica ambiental, recursos hídricos e a avaliação de impactos ambientais.

Entre as áreas de atuação podemos citar:

Áreas de bioprocessos e biotecnologia, avaliando todos os efeitos de um processo ou de um produto sobre o meio ambiente.

O controle de poluição, bem como a redução dos impactos, de atividades industriais, urbanas, e rurais sobre o meio ambiente.

Bem como o geoprocessamento, onde você poderá realizar mapeamentos e alguns levantamentos geográficos em sistemas de computador.