Home / História Geral / Primeiros Povos da América

Primeiros Povos da América

Antes da chegada dos europeus, o continente americano era habitado por uma população heterogênea, com diferentes costumes e modos de vida.

América: primeiros povoadores

Quando o navegador genovês Cristóvão Colombo chegou à América, em 1492, encontrou um território povoado há milênios, que os europeus chamaram de Novo Mundo. Pensando ter chegado às Índias, Colombo chamou os nativos de índios, e foi com esse nome que eles passaram para a história ocidental.

O vasto continente americano era ocupado por vários povos, que haviam desenvolvido diversas culturas. Os maias e astecas viviam no território do atual México, e os incas habitavam a região onde hoje fica o Peru. Tais culturas são chamadas de pré-colombianas, pois existiam antes da chegada de Colombo.

Estudos mostram que as populações ameríndias se desenvolveram a partir de sucessivas ondas migratórias vindas da Ásia e iniciadas entre 40 mil e 50 mil anos atrás. Aos poucos, elas se espalharam por todo o continente americano, diferenciando-se em dois grandes grupos:

  • o dos caçadores e coletores;
  • e o dos agricultores;
Mapa que recontitui a história dos primeiros povos da América
Rotas migratórias para a América

Caçadores e coletores

Os grupos de caçadores e coletores viviam da caça, da pesca e da coleta de vegetais. Com o tempo, alguns passaram a desenvolver uma agricultura rústica e extensiva, cultivando produtos como a mandioca, o milho e a batata. Na agricultura extensiva, o plantio se dá em grandes áreas, com utilização de poucos instrumentos (eles não conheciam o arado); quando a terra se esgotava, os grupos se mudavam para uma região mais fértil. Utensílios básicos, como facas e lanças, eram feitos de pedra e madeira. A maioria desconhecia os metais.

Do ponto de vista sociopolítico, organizavam-se em tribos. Alguns exemplos desses povos: iroqueses e dacotas (América do Norte); caribes (América Central); aruaques, tupis-guaranis, araucanos e patagônios (América do Sul).

Agricultores

Os povos agricultores, por sua vez, se caracterizavam pela rígida hierarquia social, pela concentração de pessoas em grandes cidades e pelo grande desenvolvimento material, com produção agrícola intensiva, que é aquela praticada com técnicas de cultivo, como adubação e tratamento da terra, permitindo o uso contínuo do solo.

O conceito de propriedade privada não existia, sendo as terras de uso coletivo. O governo centralizava as decisões relativas à agricultura e à construção de obras de interesse comum, tais como: diques, aquedutos, muralhas e templos. Os principais representantes desse tipo de sociedade foram os maias, astecas e incas.

Por: Paulo Magno da Costa Torres

Veja também:

Veja também

Soldados com cravos na ponta das armas.

Revolução dos Cravos

A Revolução dos Cravos, que ocorreu no dia 25 de Abril de 1974 em Portugal, ...

Comentários