Modelos Atômicos

Modelo Atômico Atual

Em 1926, Schrödinger lançou as bases da Mecânica Ondulatória, ao apresentar um mode­lo atômico no qual os elétrons eram considera­dos como partículas-onda.

O modelo de Schrödinger, válido até hoje, procura determinar os valores permitidos de energia para os elétrons de um átomo e mostra que é impossível conhecermos a trajetória de um elétron.

Isso já havia sido previsto por Heisenberg, no seu famoso Princípio da Incerteza:

É impossível determinarmos simultanea­mente a posição e a quantidade de movimen­to (mv) de um elétron, com exatidão, em um certo instante.

O que é um Átomo?

Um átomo é a menor porção em que pode ser dividido um elemento químico, mantendo ainda as suas propriedades. Os átomos são os componentes básicos das moléculas e da matéria comum. São compostos por partículas subatómicas. As mais conhecidas são os prótons, os nêutrons e os elétrons.


Evolução dos Modelos Atômicos

Dalton:

Dalton foi o primeiro cientista a desenvolver uma teoria atômica, segundo a qual a matéria se compõem de pequeníssimas partículas indestrutíveis chamadas átomos. De acordo com essa teoria, os átomos de determinada substância ou elemento são idênticos entre si, mas são diferentes dos átomos dos outros elementos.

Verificou ainda que as reações químicas não passam de uma redisposição dos átomos, e que, para se obter um composto de substâncias diversas, é preciso formar átomos compostos contendo um número definido de átomos de cada elemento. Essa teoria já está ultrapassada hoje em dia.

Rutherford:

Propôs um modelo atômico: o átomo seria como um sistema solar em miniatura, cujo "sol" - o núcleo - concentra quase toda a massa e toda a carga positiva do sistema; gravitando em torno do núcleo, em órbitas elípticas, estão os elétrons, cuja soma de cargas negativas é igual a carga positiva nuclear com o que se tem o equilíbrio elétrico e a consequente estabilidade do conjunto. O dinamarquês Bohr deu uma fundamentação teórica ao modelo.

Bohr:

Sugeriu que um átomo de hidrogênio consistia em umm único elétron perfazendo uma órbita circular ao redor de um próton central (o núcleo), sendo a energia do próton quantizada (isto é, o elétron poderia carregar apenas uma quantidade bem definida de enrgia). Com esse modelo, conseguiu explicar a origem das bolsas espectrais.

Modelo atômico atual


O Modelo Atual e o Modelo de Bohr

No modelo de Bõhr (1913), o elétron descrevia órbitas bem definidas; enquanto no modelo atô­mico atual (1926), a idéia de órbitas está definitiva­mente abandonada. Hoje se considera o elétron uma partícula-onda com trajetória desconheci­da. Nesse sentido, pode-se falar em nuvem ele­trônica, ou seja, o elétron seria uma partícula com posição desconhecida, mas ocupando uma região denominada orbital.

Modelos atômicos de Bohr e atual

Lembre, finalmente, que qualquer modelo, por mais sofisticado que seja, não passa de uma re­presentação da realidade.

Por razões didáticas, quando um sistema quí­mico puder ser explicado por vários modelos atô­micos, escolheremos sempre o mais simples.

Por: Renan Bardine

Veja também:



Comente:



Receba atualizações do site:

© Todos os direitos reservados à Cola da Web.com
Siga-nos:
O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.