Home Biografias > Olavo Bilac

Olavo Bilac

Vida

Olavo Bilac nasceu e morreu no Rio de Janeiro (1865- 1918). Estudou medicina e direito, mas não concluiu nenhum dos dois cursos. Trabalhou na imprensa e no funcionalismo público, mas destacou-se como escritor, tornando-se um dos poetas mais conhecidos do Brasil.

Publicidade

Bilac participou ativamente de causas políticas naciona­listas, como a Abolição e a República; em oposição à ditadura florianista; na campanha em prol da alfabetização; e na de­fesa do serviço militar obrigatório.

Representou o Brasil em conferências internacionais. Escreveu e traduziu poesias di­rigidas à infância, procurando sempre destacar o respeito aos valores pátrios. Escreveu a letra do Hino à Bandeira, recebeu o título de “Príncipe dos Poetas Brasileiros” e foi membro fun­dador da Academia Brasileira de Letras.

Retrato de Olavo Bilac

Publicidade

Obra

A imagem que se tem hoje de Olavo Bilac foi construí­da a partir do Modernismo do início do século XX. O escritor, muito famoso no Brasil inteiro, transformou-se em um para­digma de tudo aquilo que a arte moderna desprezava e des­valorizava. Encarnou, assim, a arte acadêmica e formalista do Parnasianismo, embora não tenha sido o mais ortodoxo dos poetas da escola.

Sem dúvida, Bilac apresenta, em boa parte de sua obra, todos os elementos típicos do Parnasianismo: a preocupação e valorização das regras de composição; o ideal da arte pela arte; a confirmação da imagem do “poeta-joalheiro” perfeccio­nista e persistente; a aproximação com as artes plásticas e o forte apelo visual.

A síntese de suas crenças parnasianas está no poema Profissão de fé, que serviu de prólogo para sua primeira obra poética. Desse poema, apresentamos um trecho, em que as características apontadas anteriormente estão evidenciadas

Por: Wilson Teixeira Moutinho