Educação Física

Doping

O doping ou dopagem é qualquer processo utilizado para aumentar o rendimento geral físico ou mental. Isso é conseguido com a utilização de substâncias químicas com ação estimulante e, nos esportes, é obtido, por exemplo, pelo uso de anabolizantes, sendo seu uso condenado.

Existe uma Agência Mundial Antidoping – AMA (do inglês, WADA) que é responsável por determinar quais substâncias são proibidas, e elas são divididas em seis categorias: estimulantes (+ adrenalina), narcóticos ( – dor), esteroides anabolizantes (+ força), diuréticos (- peso), e hormônios peptídeos (+ músculos). Não pode ficar de fora o doping sanguíneo, que corresponde a uma transfusão de sangue que aumenta a oxigenação dos tecidos.

A utilização de quaisquer dessas substâncias pode acarretar sérias consequências para o atleta. Ele pode ser advertido, perder medalhas e títulos e até mesmo ser banido do exporte, já que se define como uma trapaça.

Segundo Otávio Tavares, mestre em Educação Física pela Universidade Gama Filho, em seu artigo “Doping: argumentos em discussão”, o doping é tão antigo quanto o desenvolvimento das competições físicas. Em 1886, o doping ainda não era proibido e os ciclistas utilizavam uma mistura de cocaína e heroína, o que causou a primeira morte e o início da luta contra estes métodos. Tavares ainda afirma que, apesar de a interrupção do uso de algumas dessas substâncias reverter os efeitos delas, o risco à saúde se mantém.

Apesar dos riscos, diversos casos de doping ainda são descobertos em inúmeras competições esportivas. Isso se dá pelo fato de o ser humano querer se destacar de alguma maneira entre os outros. Dessa forma, o treino e o seu máximo desempenho nunca será suficiente e o uso das drogas resultará no desempenho desejado.

É importante ressaltar que diversas substâncias proibidas estão contidas em muitos medicamentos; por conta disso, muitos atletas já caíram no doping sem saber que estavam ingerindo essas substâncias. Quando um atleta precisa se medicar, ele deve verificar se na composição do medicamento não há alguma das substâncias listadas; caso haja, é recomendado que ele procure outro medicamento. Existem casos em que, por razões médicas, é permitido que o atleta utilize a droga devidamente receitada.

Teste antidoping

O antidoping é o teste através do qual é detectada a presença de substância dopante utilizada por um indivíduo para melhorar seu rendimento e é realizado, principalmente, nas competições esportivas.

O teste é feito com a urina do atleta, já que é nela que as substâncias residuais do organismo são eliminadas, e a coleta é feita na presença de um fiscal. Inicialmente é feita uma cromatografia, para separar as substâncias, que são colocadas em um espectrômetro para a identificação.

Por: Wilson Teixeira Moutinho