Arquivista

Muitas pessoas acabam lembrando dos arquivos apenas quando precisam fazer algum tipo de pesquisa, mas a organização dos mais variados tipos de documentos que fazem parte de um arquivo acaba sendo uma atividade de fundamental importância.

Publicidade

O profissional que trabalha no arquivo geralmente é um arquivista. Apesar de ser uma formação relativamente nova, hoje em dia acaba sendo relativamente comum encontrar este tipo de profissional trabalhando nos mais variados tipos de arquivos. Além de manusear os mais variados tipos de documentos, os arquivistas também podem se tornar figuras fundamentais e importantes no auxílio as mais variadas pesquisas.

Para trabalhar como arquivista é fundamental que as pessoas tenham alguns pré-requisitos e características, sendo que uma delas é a tendência para a organização em tudo. A classificação, separação e categorização dos documentos exige que as pessoas consigam ser organizadas não apenas no começo do trabalho, mas durante o tempo inteiro, o que nem sempre é uma tarefa simples e fácil.

Além disso, os arquivistas também precisam ser habilidosos ao lidar com os papeis, e boa memória também ajuda, especialmente na hora de encontrar, com mais velocidade, determinado tipo de documento que está sendo pesquisado. É importante também que os profissionais aprendam a lidar com os mais variados tipos de suporte de informação, tais como papéis, fotografias, filmes, fitas magnéticas, microfilmes, disquetes e CDs.

Publicidade

Arquivista

O arquivista também deve zelar pela conservação do documento, e este profissional também precisam avaliar o estado de conversação dos documentos que são arquivados ou armazenados. Eles podem encaminhar eles para processos de restauração, por exemplo.

Opções de trabalho e mercado

Hoje em dia o mercado para os profissionais que trabalham ou que desejam trabalhar como arquivista é considerado estável no Brasil, nem tanto pela grande quantidade de oportunidades de emprego abertas, mas mais pela pouca quantidade de profissionais disponíveis no mercado.

Hoje em dia as instituições que lidam com documentos estão deixando de contratar pessoas que tenham apenas experiência na lida com documentos e contratando aqueles que contam com algum tipo de formação técnica.

O setor público é o principal mercado para os arquivistas, embora muitas empresas já estejam contratando profissionais desta área. A preferência é para os que dominam programas de informática desenvolvidos para a catalogação e o cadastramento de documentos.

Remuneração

Os vencimentos dos arquivistas, quando estão no começo da sua carreira, giram em torno dos R$ 1.460,00.

Formação

O curso de Bacharelado em Arquivologia tem duração média de 4 anos.