Português

Texto Expositivo

A exposição é utilizada para apresentar o conteúdo de um tema de maneira clara e convincente, explicando e desenvolvendo uma série de ideias. O texto em que a exposição predomina denomina-se texto expositivo.

Características

Exposição é um tipo de discurso cuja principal finalidade é transmitir informação. É uma das formas de expressão próprias dos textos didáticos. A finalidade de transmitir informação pode concretizar-se de modos muito distintos, seja na língua oral, seja na escrita.

São exemplos de texto expositivo: o artigo especializado em que um cientista apresenta suas descobertas; a notícia por meio da qual essas descobertas são divulgadas; uma questão em que o aluno desenvolve um tema proposto ou, ainda, a explicação oral do guia que apresenta um museu a turistas. Em qualquer um desses casos, o emissor deve ter um conhecimento profundo do tema de que trata.

Para que o propósito informativo se cumpra de maneira satisfatória, o texto expositivo deve reunir muitas qualidades, entre as quais a clareza, a ordem e a objetividade, além de apresentar seu conteúdo de forma compreensível para o interlocutor (clareza) e ser organizado de acordo com um determinado critério (ordem) e sem juízos de valor pessoais, ou seja, as informações devem ser embasadas em fatos justificados e objetivos (objetividade).

Elementos da exposição

O discurso expositivo ocorre em situações de comunicação determinadas por três elementos: o emissor, o receptor e a relação que se estabelece entre eles.

  • O emissor (ou locutor) deve possuir conhecimentos suficientes acerca do tema da exposição e a intenção de transmiti-los de maneira ao mesmo tempo objetiva e compreensível para seu potencial receptor.
  • O receptor (ou locutário) pode ser um especialista na matéria exposta, ignorá-la por completo ou possuir alguns conhecimentos sobre ela. De seu nível de conhecimentos dependerá seu objetivo ao abordar o texto: encontrar uma informação simplificada sobre um tema, ampliar o que já sabe ou verificar as últimas investigações de uma disciplina na qual é especialista, para concordar ou não com elas.
  • A relação entre emissor e receptor é fundamental para que a informação seja transmitida de maneira eficaz. O emissor deve conhecer o tipo de receptor a quem vai se dirigir; somente assim conseguirá dar à sua exposição o nível e o tom adequados.

Estruturas de textos expositivos

A informação pode ser ordenada no parágrafo conforme diferentes estruturas:

  • Estrutura dedutiva. A ideia principal é exposta no início e, na continuação, ela é explicada, demonstrada ou desenvolvida. Exemplo:
Os avanços científicos são sumamente benéficos para a humanidade. Em primeiro lugar, porque permitem combater numerosas doenças e, em segundo lugar, porque tomam nossa existência mais cômoda.
  • Estrutura indutiva. A informação mais relevante é exposta no fim do parágrafo e é apresentada como conclusão do que foi expresso anteriormente. Exemplo:
Os avanços científicos permitem combater numerosas doenças. Por outro lado, tomam mais cômoda nossa existência. Podemos concluir, portanto, que o desenvolvimento da ciência é sumamente benéfico para a humanidade.
  • Estrutura paralela. O parágrafo é organizado como uma sucessão de ideias que não são subordinadas umas às outras. Exemplo:
Os avanços científicos permitem combater numerosas doenças. Por outro lado, tomam mais cômoda nossa existência. Além disso, permitem-nos sonhar com um futuro em que o ser humano será dono absoluto de seu destino.

Recursos linguísticos da exposição

De acordo com a forma adotada na exposição, empregam-se conectores específicos:

  • Nas exposições narrativas, predominam os conectores temporais ou ordinais (primeiro, depois, por último).
  • Nas exposições descritivas, prevalecem os conectores espaciais (adiante, acima), os de contraste (diferentemente de, pelo contrário) e os distributivos (por um lado, por outro lado).
  • Nas exposições argumentativas, apresentam-se como conectores característicos os que exprimem relação de causa e efeito (porque, de modo que).

Classificação dos textos expositivos

A exposição pode se organizar de acordo com diversos esquemas textuais e temáticos. Focalizando-se a forma, o texto expositivo pode ser narrativo, descritivo ou argumentativo; do ponto de vista do conteúdo, pode ser científico, didático ou jornalístico.

Classificação textual da exposição

A palavra expor remete, entre outras, à ideia de explicar um assunto ou falar desse assunto para que outros o conheçam. Desse modo, pode-se definir exposição como o tipo de discurso que tem por objetivo transmitir informação. Clareza, ordem e objetividade são as principais características da prosa expositiva.

  • Texto expositivo narrativo: quando o tema a ser exposto implica um desenvolvimento temporal, a exposição é feita na forma narrativa. Exemplo:
Os grupos de avanço da 3a Divisão Encouraçada americana iniciaram o ataque contra o posto de comando avançado de Koechling (general alemão encarregado da defesa de Colônia), a uns 13 quilômetros ao norte de Colônia. O general alemão observou os restos da 9a Panzer, ultrapassados pelo avanço dos tanques americanos, e no fim viu-se obrigado a abandonar seu próprio posto de comando.
  • Texto expositivo descritivo: a forma descritiva é típica das exposições centradas na caracterização de uma realidade que se apresenta a um receptor (leitor, ouvinte) e também é frequente nas classificações e comparações. Exemplo:
Planta da família das palmáceas, o buriti (Mauritia vinifera e M flexuosa) ocorre no Brasil central e no sul da planície Amazônica. Seu caule pode atingir até 35 m de altura. Floresce de dezembro a abril. Seus frutos castanho-avermelhados têm forma elipsoide. E muito utilizado para extração de óleo, palmito e fibras (na fabricação de móveis e cestaria).
  • Texto expositivo argumentativo: a exposição na forma argumentativa caracteriza-se pela análise racional do tema, estabelecendo relações de causa e consequência. Exemplo:
A ampliação do comércio internacional e a melhora dos mecanismos financeiros fizeram com que, no século XVIII, a economia passasse a ser controlada pela burguesia.

Classificação temática da exposição

Os textos expositivos também podem ser classificados de acordo com sua temática:

MODALIDADES CARACTERÍSTICAS
Científica Tema especializado. Exige ordem, rigor e precisão.
Didática Temas do conhecimento. Deve apresentar ordem, clareza e exatidão.
Propagandística Dirige-se ao público em geral. Trata de temas de interesse comum e costuma ter estilo simples e claro.
Humanística Exige análise reflexiva, ordem, clareza e desenvolvimento dialético.
Jornalística Predomínio da objetividade, clareza e exatidão na informação que transmite.

Por: Paulo Magno Torres

Veja também: