Home » Biologia » Genética » Clonagem Humana

Clonagem Humana

Uma empresa americana disse que clonou um embrião humano, em um avanço destinado não à criação de um ser humano completo, mas sim ao cultivo de células-mãe.

É o primeiro clone bem sucedido de um embrião humano de que se tem notícia, e a companhia biotecnológica Advanced Cell Tchnology Inc., com sede em Worcester, Massachusetts, espera que o experimento ajude a criar melhores tratamentos para doenças que vão desde o mal de Parkinson ao diabetes. 

"Nossa intenção não é criar seres humanos clonados, mas sim salvar vidas e produzir tratamentos para uma grande variedade de doenças, incluindo diabetes, derrames, câncer, AIDS e doenças degenerativas como os males de Alzheimer e de Parkinson", disse o Dr. Robert Lanza, vice-presidente de desenvolvimento médico e científico da ACT, em um pronunciamento.

O anúncio, no entanto, atraiu críticas imediatas daqueles que temem que este avanço acabe por levar à clonagem de seres humanos completos. 

O Congresso americano vem se mobilizando para proibir todo tipo de clonagem humana. Uma proposta de lei proibindo clones de seres humanos está sendo debatida pelo Senado.

A Advanced Cell Technology disse que usou tecnologia de clonagem para criar uma pequena esfera de células, que poderá ser usada como uma fonte de células-mãe. As células-mãe embrionárias podem se tornar qualquer tipo de célula existente no corpo. "Cientifica e biologicamente, as entidades que criamos não constituem indivíduos. São apenas vida celular. Não são uma vida humana", disse Michael West, chefe executivo da ACT, à rede de TV americana ABC. 

As leis federais dos Estados Unidos proíbem o uso de verbas públicas para a clonagem de seres humanos, mas a ACT é uma companhia privada e portanto pode fazê-lo à vontade. O vice-presidente da empresa, Joe Cibelli, que liderou o estudo, disse que sua equipe usou a tecnologia tradicional de clonagem, utilizando um óvulo humano e uma célula de pele humana. Eles removeram o DNA do óvulo e o substituíram pelo da célula adulta. O óvulo começou a crescer como se tivesse sido fertilizado por um espermatozóide, mas em vez de se tornar um bebê, tornou-se uma bola de células. A mesma técnica já foi usada para clonar ovelhas, gado e macacos. A companhia não disse se conseguiu ou não obter células-mãe com o embrião clonado.

Tanto a clonagem como a pesquisa com células-mãe são campos muito controversos nos Estados Unidos. Para os cientistas, as células-mãe têm valor porque podem vir a ser usadas no tratamento uma série de doenças, entre elas o câncer e a AIDS. Elas podem ser obtidas a partir de adultos, mas até o momento a fonte mais flexível desse tipo de célula parecem ser os embriões - tão jovens que não passam de um pequeno grupo de células. Estes embriões, normalmente descartados em clínicas de fertilização, são destruídos durante o processo. Por isso, muitas pessoas são contra esse tipo de pesquisa. 

O Presidente Bush recentemente decidiu que verbas federais podem ser usadas para financiar pesquisas com células-mãe, desde que as células usadas pertençam a um grupo determinado de colônias criadas antes de agosto e guardadas em 11 centros acadêmicos e laboratórios privados.

Quando a tecnologia de células-mãe puder ser combinada com a clonagem, espera-se que os pacientes possam doar órgãos ou tecidos a si mesmos, num processo conhecido como clonagem terapêutica. "A clonagem terapêutica humana poderia ser usada para tratar diversas doenças relacionadas à idade", disse West. "Se as células humanas se comportarem como as de animais, talvez seja possível criar células jovens de todos os tipos, idênticas às células do paciente, que poderão ser usadas para tratar a enorme variedade de doenças relacionadas à idade que acompanham o envelhecimento".

A reação do Congresso, onde a clonagem e a pesquisa com células-mãe vêm sendo debatidas há um bom tempo, foi rápida e furiosa. O líder majoritário do Senado, Tom Daschle, disse que ainda não compreendeu o feito da ACT. "Mas francamente é desconcertante", disse Daschle na Fox News neste domingo. "Acho que isso está indo na direção errada".

"Acredito que teremos um grande debate, mas não acho que deixaremos a clonagem humana prosseguir, disse o senador Richard Shelby, do Alabama, à NBC.

O senador Patrick Leahy, de Vermont, concorda. "Achei muito, muito preocupante e acredito que o resto do Congresso pensa o mesmo", afirma.

A companhia disse que criou apenas um embrião de seis células. Mas West disse que, caso o embrião tivesse sido implantado no útero de uma mulher, teria crescido a ponto de se tornar um ser humano. "Tomamos medidas extremas para ter certeza de que um ser humano não resultasse dessa tecnologia", disse


Duvidas sobre Clonagem

Quais são as vantagens e desvantagens do desenvolvimento da técnica da clonagem.

As promessas do desenvolvimento da clonagem humana para fins terapêuticos são muitas. O sonho dos cientistas é dominar a técnica a tal ponto que se possa fornecer, no futuro, tecido e talvez até órgãos de reposição para pessoas que precisem de transplantes. Como o DNA desses tecidos ou órgãos seria o de quem iria recebê-los, não haveria risco de rejeição. Já a clonagem para fins reprodutivos - aquela que tem por objetivo o nascimento de bebês que seriam "cópias" da pessoa que doou o DNA para o procedimento - está sendo defendida como uma alternativa para pessoas que não podem ter filhos e para as quais as técnicas atuais de reprodução assistida não funcionam. O problema é que a clonagem ainda não é considerada um procedimento seguro. A maioria esmagadora dos cientistas da área diz que os bebês teriam grande risco de nascer com problemas graves - se chegassem a nascer.

Eu, sendo uma mulher, posso gerar um clone meu? Ou seja: pegar uma célula minha e injetar no meu próprio ovulo?

Sim, o DNA de uma mulher pode, em tese, ser usado para gerar um clone dela. A ovelha Dolly, por exemplo, é cópia de uma fêmea. O procedimento seria exatamente o que você sugeriu: o núcleo de uma célula comum sua seria injetado em um óvulo do qual se retirou o núcleo. Esse óvulo seria estimulado a dividir-se, como se tivesse sido fecundado. O óvulo não precisaria ser seu para que o clone fosse seu. O DNA (material genético) se concentra no núcleo das células. Por isso, a transferência do núcleo resultaria em um embrião com as mesmas informações genéticas que você carrega. Transferência nuclear, aliás, é o nome técnico da forma mais pesquisada de clonagem. Há, sim, um pouquinho de DNA em uma estrutura celular que fica fora do núcleo, a mitocondria. Mas essa porção de DNA vem sendo considerada residual. Se o óvulo usado na experiência fosse seu, até esse DNA seria o mesmo.

Ao clonar-se um ser humano de aproximadamente 30 anos, esse clone nascerá (se é que é possível) com células (ou com características) de uma pessoa de 30 anos ou será aparentemente um bebê normal?

Não se tem certeza da aparência que teria um bebê gerado a partir de clonagem. Os clones malsucedidos de animais (os abortados ou que morrem logo após o nascimento) têm problemas de saúde graves, mas não há relatos de que tenham nascido com aparência ou doenças de animais de idade avançada. Os clones bem-sucedidos, por sua vez, têm aparência de filhotes normais. Foi assim com Dolly ou com a gatinha Cc. Os pesquisadores só tiveram certeza de que Dolly apresentava sinais de envelhecimento precoce quando a ovelha já tinha três anos. Por outro lado, nem todos os clones parecem envelhecer mais rapidamente. Pesquisadores americanos relataram no ano passado que seus clones de vacas são saudáveis e impossíveis de distinguir de animais comuns. Eles atribuem isso ao avanço da técnica. Apesar de a passagem do tempo ficar de alguma forma registrada no DNA, ainda não se tem certeza de como isso afeta os clones. E não seria isso, necessariamente, a razão de os clones terem problemas de saúde. Os problemas que tornam tão difícil produzir-se um animal a partir de clonagem, segundo alguns especialistas, podem estar relacionados a reações que precisam acontecer no momento em que espermatozóide e óvulo se fundem - o que não ocorre na clonagem.


Veja também:



Comente!

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados: Proibida a reprodução sem autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98)

O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.
R7 Educa‹o