Home > Geografia Brasil > Mata Atlântica

Mata Atlântica

A Mata Atlântica, um dos biomas mais ricos em biodiversidade do planeta, era uma floresta tropical que se estendia por 1,3 milhão km2, cobrindo toda a faixa litorânea brasileira, do Nordeste ao Sul. Com o processo de desmatamento iniciado no período colonial, esse ecossistema conta na atualidade com pouco mais de 1% da área original. O território onde antes existia uma densa cobertura vegetal é agora ocupado por cidades, áreas de agricultura e pastagens.

Encontrada em diferentes latitudes, a vegetação da Mata Atlântica varia de acordo com o índice de chuvas, apresentando uma grande diversidade biológica, superior até mesmo à da Amazônia. Devido à derrubada das árvores, às invasões urbanas e ao uso predatório do solo, o pouco que restou da mata está atualmente protegido por leis ambientais, com a multiplicação de unidades de conservação federais, estaduais, municipais e particulares.

O esforço conservacionista assume grande importância, pois a região concentra um grande contingente de população que depende da sobrevivência dos remanescentes de Mata Atlântica para garantir o abastecimento de água das cidades em seu entorno. É justamente a ação humana e a ocupação das moradias que geram os impactos ambientais e a destruição desse ecossistema complexo, formado por mata de araucárias, mangues, restingas, brejos interioranos, campos de altitude e ilhas costeiras e oceânicas.

Mata Atlântica
Mata Atlântica: vista aérea e uma de suas plantas, o ipê-amarelo (no morro São João, Rio de Janeiro; na vertente do morro, localiza-se o Parque Estadual da Chacrinha).

Floresta com Araucárias

O ecossistema conhecido como Floresta com Araucárias faz parte do bioma Mata Atlântica. Originalmente, os pinheiros-do-paraná cobriam 40% do território paranaense, 30% do catarinense e 25% do gaúcho. Mas a ocupação das terras meridionais, intensificada no século XIX com a chegada de imigrantes europeus, e o valor econômico da madeira resultaram num desmatamento acelerado, e hoje o ecossistema conserva menos de 3% de sua área primitiva.

Por: Paulo Magno da Costa Torres

Veja também: