Home » Português » Conjunções: coordenativas e subordinativas

Conjunções: coordenativas e subordinativas

As conjunções, segundo Rocha Lima (2011), são palavras que relacionam entre si elementos de mesma natureza (substantivo + substantivo, adjetivo + adjetivo, oração + oração etc.) ou duas orações de natureza distintas na qual a que inicia pela preposição completa a outra. 

As conjunções são classificadas em coordenativas e subordinativas.


COORDENATIVAS

As conjunções coordenativas são dividas em cinco classes: 

a)  Aditivas: são responsáveis por relacionar pensamentos similares. São: e (une afirmações) e nem (une negações).

Conjunções

O movimento está completo por alunos e professores.
O candidato não veio, nem justificou sua ausência. 

b) Adversativas: são responsáveis por relacionar pensamentos contrastantes. A conjunção mais conhecida é mas, entretanto, há outras com valor adversativo que indicam uma concessão atenuada. A saber: porém, todavia, contudo, entretanto, no entanto.

Gosto de pizza, mas prefiro macarrão.
Quero muito ir contigo, entretanto, estou com medo de me precipitar. 

c)  Alternativas: são responsáveis por relacionar pensamentos que se excluem. As conjunções alternativas são: ou (repetido ou não), ora... ora, nem, quer... quer, seja etc.

Ou você estuda, ou você trabalha.
Ora eu te queria, ora não queria. 

d) Conclusivas: as conjunções conclusivas têm a função de unir uma oração a outra com o objetivo de apresentar uma conclusão ou consequência. São elas: pois (após o verbo), assim, então, logo, portanto, por isso.

Penso, logo existo.
Foi aprovado no processo seletivo, por isso ganhará uma viagem. 

e)  Explicativas: são as conjunções responsáveis por relacionar pensamentos em sequência justificativa, de tal modo que a segunda frase explica a primeira. São elas: que, porque, pois (antes do verbo), porquanto.

Ande logo, que estou atrasado.
Espere um pouco, porque não demoro. 


SUBORDINATIVAS 

As conjunções subordinativas são classificadas em:

a)  Causais: as conjunções que subordinam uma oração a outra explicitando uma relação de causa com a oração a qual se subordina. São elas: que, porque, porquanto, como, já que, desde que, pois que, visto como, uma vez que etc.

Gosto de você porque me apaixonei. 

b) Concessivas: conjunções que se referem a um acontecimento contrário ao apresentado na oração principal. São elas: embora, mesmo que, ainda que, conquanto, posto que, se bem que, apesar de, mesmo quando etc.

Fui ao shopping, embora não me agradasse.
Todos votarão, apesar de não confiarem em nenhum candidato.

c) Condicionais: representam a condição sem a qual o fato da oração principal não se realiza. São elas: se, caso, contanto que, sem que, uma vez que, dado que, desde que, salvo se etc.

Irei ao show, se puder.
Se você não for aprovado, não viajará conosco.

d) Conformativas: representam conformidade em relação ao fato enunciado na primeira oração. São elas: conforme, como, segundo, consoante.

Segundo o autor, esse é o conceito a ser defendido.
O acerto trabalhista foi feito conforme o combinado. 

e)  Comparativas: apresentam uma comparação ou confronto de ideias entre orações. São elas: que, do que (relacionado a mais, menos, menor, maior, melhor, pior), qual (relacionado a tal), como (relacionado a tal, tanto, tão, assim como, bem como), como se etc.

Suco de laranja é mais saboroso que suco de maçã.
Você foi como uma tempestade em minha vida.

f) Consecutivas: expressam uma ideia de consequência. São elas: que (relacionado com tal, tão, tanto, tamanho), de modo que, de maneira que, de sorte que, de forma que.

Ele era tão alto, que podia alcançar as estrelas.
Quase ninguém vai ao teatro, de modo que o setor está em crise.

g) Finais: exprimem a finalidade dos fatos apresentados na oração principal. São elas: para que, a fim de que, porque, que etc.

Ela omitiu para que não fosse encontrada.
Expliquei todo o conteúdo a fim de que fossem bem na atividade. 

h)    Proporcionais: indicam proporção entre os fatos das orações (principal e subordinada). São elas: à medida que, à proporção que, ao passo que etc.

Quanto mais conheço as pessoas, mais amo meu cachorro.
Meu carinho cresce à medida que convivemos. 

i) Temporais: exprimem tempo e circunstância em relação à oração principal. São elas: quando, apenas, mal, até que, assim que, antes que, depois que, logo que, tanto que etc.

Mal sentou, já levantou.
Enquanto a professora explicava, Joãozinho fazia piadas. 

j)  Integrantes: a conjunção que é utilizada para afirmação certa e se é usada para afirmação incerta.

Percebi que alguém esteve aqui antes de nós.
Não vi se ele já saiu. 

Por: Miriã Lira


Veja também:



Comente:



Receba atualizações do site:

© Todos os direitos reservados à Cola da Web.com
Siga-nos:
O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.