Português

Uso dos porquês

O uso dos porquês é um dos assuntos da gramática que mais geram dúvidas em suas situações de uso.

Na língua portuguesa para cada tipo de enunciado temos um termo adequado a ser utilizado (e são quatro!), diferente de outros idiomas que possuem apenas uma forma para a interrogação e uma para a justificativa.

Essas diferentes formas do porquê não existem ao acaso. Cada uma delas é empregada em uma determinada situação.

Acompanhe em quais situações se usam os porquês:

1. Por que:

É usado para fazer perguntas diretas ou indiretas. Pode ser substituído por: “por qual razão” ou “por qual motivo”.

Em frases interrogativas, sejam elas diretas ou indiretas.

  • Eu quero saber por que os militares estiveram aqui.
  • Por que os militares estiveram aqui?
  • Quando subentender razão.
  • Vou lhe dizer por que [razão] não gosto de futebol.

Quando puder ser substituído por pelo qual e outros termos similares.

  • A situação por que [pela qual] passou a vítima foi constrangedora.

2. Por quê:

Usado no final de frases interrogativas ou não. Também equivale a “por qual razão” ou “por qual motivo”, mas o “que” aparece acentuado, pois se encontra no final da frase, ou antes de uma pausa, passando a ser tônico.

  • As crianças estão tendo pesadelos, por quê?
  • O Brasil é rico em biodiversidade. Por quê?
  • Não sei quando comecei a ser consumista e nem por quê.

3. Porque:

É usado para indicar explicação ou causa, por isso, de modo geral, aparece em respostas. Equivale a “pois”, “já que” e “a fim de”.

  • Não vou à festa, porque estou cansada. = Não vou à festa, pois estou cansada = Não vou à festa, já que estou cansada. Vocês foram mal porque não estudaram.
  • Ela faz letras, porque gosta de literatura e gramática.
  • Não saí de casa, porque choveu.

4. Porquê:

Essa palavra tem função de substantivo e significa “motivo” e “razão”. É importante dizer que vem sempre acompanhada de artigo e também pode vir precedida por pronomes.

  • Preciso descobrir o porquê de tantas dúvidas.
  • (Repare que o artigo o é responsável pela substantivação do “porquê”)
  • Eu só queria entender os porquês do rompimento matrimonial.
Usos dos porquês.
Mapa conceitual.

Por: Miriã Lira

Vídeo com dicas para o correto uso:

Exercícios resolvidos

1) Complete as lacunas abaixo com por que, porque, por quê e porquê. Cada expressão só pode ser utilizada uma vez.

a. _______ eles terminaram o namoro?
b. Eles terminaram o namoro _______ ?
c. Não entendo o _______ de eles terem terminado o namoro.
d. Não sei _______ eles terminaram o namoro!

2) Em qual alternativa a expressão “por que” é utilizada em desacordo com a norma-padrão?

a. Por que você não vem?
b. Quero saber por que ele perdeu o exame.
c. Por que você faltou?
d. Isso tudo por que?
e. Conte-me por que ele mentiu.

Respostas

1) a: Por que; b: Por quê; c: Porquê; d: Porque.

2) Reposta D. Quando aparece em questões interrogativas no final de frases, o correto é “por quê”, pois é tônico e deve receber o acento.

Veja também: