Corpo Humano

Sistema Linfático

A principal função do sistema linfático é recolher o excesso de líquido intersticial que banha os tecidos. Esse líquido passa ao interior dos capilares linfáticos e é movimentado graças a contrações de músculos do corpo, combinados com válvulas que impedem o retorno do líquido. Os vasos linfáticos vão se unindo e formam vasos de calibre cada vez maior, desembocando no sistema sanguíneo.

No sistema linfático, há dilatações, os linfonodos, com glóbulos brancos, envolvidos na defesa do organismo. Outra função desse sistema é a absorção de gorduras no intestino delgado.

Como atua:

Os nutrientes, os gases respiratórios e as excreções são conduzidos pelo sangue. Entretanto, o sangue não está diretamente em contato com as células. As substâncias passam do sangue às células através de um líquido esbranquiçado que circula pelo corpo, a linfa. Esse líquido intersticial chega diretamente às células, conduzindo-lhes as substâncias necessárias às suas atividades e recolhendo os resíduos metabólicos e as células mortas (como as hemácias).

A linfa é formada basicamente por nutrientes, plasma e leucócitos, que passam através dos vasos sanguíneos e atingem os espaços existentes entre as células. A sua circulação ocorre no interior de um sistema linfático, constituído por capilares que se unem uns aos outros, formando vasos linfáticos cada vez maiores. No caminho desses vasos, existem pequenas dilatações, os gânglios linfáticos, que têm as funções de filtrar a linfa antes de devolvê-la ao sangue, purificando-a dos microrganismos patogênicos e produzir leucócitos (linfócitos).

Quando os gânglios linfáticos incham, ocorre a formação das ínguas. Na verdade, esse inchaço está ligado ao aumento da fabricação de leucócitos. Isso indica que o organismo está se defendendo da ação dos invasores.

Esquema do sistema linfático em meio aos vasos sanguíneos.

Parte do líquido extravasado dos capilares sanguíneos é drenada pelos capilares linfáticos e lançada nos vasos linfáticos para, posteriormente, ser devolvida à circulação sanguínea.

Sistema linfático humano.
Esquema do sistema linfático humano.

Nota-se a grande quantidade de nódulos linfáticos. Além disso, podemos observar os principais órgãos linfáticos como o baço, o timo e a amígdala.

Veja também: