Home Biologia > Reinos > Protocordados

Protocordados

Os animais protocordados, também chamados de cordados invertebrados, incluem os cefalocordados e os urocordados (tunicados), com representantes exclusivamente marinhos.

Publicidade

Cefalocordados

O cefalocordado típico é o anfioxo, muito usado nos estudos de embriologia, devido às semelhanças com o desenvolvimento embrionário da maioria dos vertebrados.

Os anfioxos possuem alguns centímetros de comprimento, corpo achatado lateralmente e afilado nas suas extremidades. Vivem quase totalmente enterrados na areia do fundo do mar, de onde saem eventualmente, nadando por meio de contrações da musculatura ao longo de seu corpo.

A notocorda estende-se da região anterior até a cauda e é persistente durante toda a vida do animal, assim como o tubo nervoso dorsal.

São animais filtradores, a água entra pela boca, atravessa as fendas branquiais, vai para o átrio e sai pelo atrióporo.

As partículas alimentares retidas pela faringe são encaminhadas para o intestino, onde ocorrem os processos de digestão e absorção. Os restos não aproveitados são eliminados pelo ânus.

O sistema circulatório é fechado e as trocas gasosas ocorrem por difusão através da superfície corporal.

Os cefalocordados são dioicos, a fecundação é externa e o desenvolvimento indireto.

Publicidade
O anfioxo é um protocordado.
Organização geral do anfioxo.

Urocordados

O urocordado mais conhecido é a ascídia, cuja fase larval é livre-natante, e a forma adulta geralmente vive fixa em algum substrato. A larva apresenta notocorda na região caudal, daí o nome urocordado (uro = cauda).

Durante a metamorfose, a notocorda desaparece e o tubo nervoso regride, restando apenas um gânglio cerebral. O corpo do adulto é revestido por uma túnica ou manto de tunicina, substância semelhante à celulose.

A ascídia possui duas aberturas, os sifões inalante e exalante. Pelo sifão inalante entra água com O2 e partículas alimentares que serão filtradas na região da faringe. Pelo sifão exalante a água sai levando fezes, excretas e gametas.

O sistema digestório é completo, com a boca e o ânus; o sistema circulatório é aberto e reduzido. As trocas gasosas ocorrem através das fendas branquiais, altamente vascularizadas.

A ascídia é hermafrodita, com fecundação cruzada e externa e desenvolvimento indireto.

Por: Wilson Teixeira Moutinho

Veja também: