Geografia

Biosfera

A partir de 1522, quando Carlos V entregou um globo terrestre de ouro ao navegador Juan Sebastián de Elcano (o qual havia contornado a Terra, provando que ela é redonda), as grandes camadas que envolviam o planeta receberam a desinência -sfera, em alusão à forma esférica da Terra. Foram criados os termos atmosfera (parte gasosa da Terra), litosfera (porção mineral), hidrosfera (parte aquosa) e biosfera (porção viva do planeta).

O que é biosfera

A biosfera (bios = vida; sphaîra = esfera, globo) pode ser definida como a região da Terra onde há vida. O termo é usado, ainda, para se referir ao conjunto de regiões do planeta em condições de sustentar a vida permanentemente.

Outra maneira de conceituar biosfera é por meio da relação entre ela e os outros componentes da Terra, ou seja, atmosfera, hidrosfera e litosfera. Aliás, todo ser vivo apresenta componentes gasosos da atmosfera (oxigênio e gás carbônico), água da hidrosfera e sais minerais (cálcio, sódio, enxofre, potássio e fósforo) da litosfera. Na composição dos organismos vivos, a proporção de água é semelhante ao nível presente na Terra. Nosso planeta apresenta cerca de 70% de água, valor bem próximo ao encontrado na composição química dos seres humanos, por exemplo. Essa é uma demonstração de que a vida está integrada ao sistema não vivo do nosso planeta.

Partes da Biosfera.
O conjunto hidrosfera-atmosfera-litosfera forma a bios­fera, que corresponde à esfera da vida, englobando todos os ecossistemas.

Extensão

A biosfera se estende do topo das montanhas mais altas (cerca de 8 km de altitude) até o fundo dos oceanos (cerca de 11 km de profundidade). Se a Terra fosse uma bola de basquete, a biosfera teria a espessura de uma camada de tinta sobre essa bola.

Divisão da biosfera

Como a biosfera é muito ampla, pode ser dividida por meio de vários critérios. Um deles considera apenas o tipo de ambiente físico. Com base nesse aspecto, cada subdivisão da biosfera é denominada biociclo.

Biociclo

Em relação ao ambiente físico, a biosfera pode ser subdividida, em biociclo terrestre (epinociclo), de água doce (limnociclo) e de água salgada (talassociclo).

  • Talassociclo: Compreende todos os ecossistemas marinhos. Ocupa, aproximadamente, 70 % da superfície terrestre e apresenta menor diversidade de fatores abióticos, quando comparado aos ecossistemas terrestres.
  • Limnociclo: O limnociclo compreende todos os ecossistemas dulcícolas ou de água doce. Divide-se em província lêntica ou de águas calmas e a província lótica ou das águas correntes.
  • Epinociclo: É o conjunto de ecossistemas de terra firme que se divide em duas regiões: subterrânea (abaixo do nível do solo – grutas e cavernas) e superficial (biomas terrestres).

Biomas

Os biociclos, por sua vez, podem ser divididos em biomas. Esse termo é utilizado por alguns ecólogos para designar um conjunto de ecossistemas com características fisionômicas e climáticas semelhantes. Exemplos:

  • Biomas dulcícolas: brejos, florestas de pântanos, lagos, rios e riachos;
  • Biomas marinhos: estuários, estreitos, desembocaduras de rios, regiões de ressurgência e águas costeiras da plataforma continental;
  • Biomas terrestres: tundra, taiga, florestas temperadas e tropicais, campos e desertos.

Por: Wilson Teixeira Moutinho

Veja também: