Home Geografia > Atmosfera

Atmosfera

A atmosfera é uma camada gasosa inodora, incolor e insípida que envolve a Terra e acompanha todos os seus movimentos, prendendo-se a ela pela ação da gravidade.

Formada de uma mistura mecânica de gases que constitui o ar, ela é indispensável à existência do mundo vegetal e animal: fornece o oxigênio necessário à respiração, atua na manutenção do equilíbrio térmico do planeta, possibilita a combustão, a transmissão do som, a difusão da luz e, principalmente, absorve grande parte da energia emitida pelo Sol, permitindo apenas a passagem da radiação solar necessária à vida.

Publicidade

Assim, ao longo de milhões e milhões de anos, caminhou-se no sentido da atmosfera atual, com os seus cerca de 21% de oxigênio livre, num equilíbrio hoje cada vez mais frágil face às muitas e constantes ações poluidoras da sociedade humana.

Na defesa da qualidade do ar que respiramos há que contar com a ação indispensável da cobertura vegetal, em especial das florestas, e daí a nossa preocupação com a salvaguarda deste inestimável patrimônio verde.

Composição da atmosfera

A nossa atmosfera é rica em oxigênio, enquanto em outros planetas esse gás é muito escasso e as atmosferas apresentam, principalmente, hidrogênio ou gás carbônico (CO2).

Publicidade

Na Terra, com exceção de algumas bactérias e fungos, todos os seres vivos necessitam de oxigênio. É o segundo elemento da atmosfera em quantidade, mas o de maior importância para que os seres vivos obtenham energia para a sua sobrevivência.

O ar é uma mistura de gases: 78% de nitrogênio, 21% de oxigênio, 1% de gás carbônico, poeira e pequeníssimas quantidades de outros gases. Muito embora a concentração desses gases seja fixa, verifica-se, atualmente, que, no que se refere a alguns de seus constituintes, estão ocorrendo modificações.

Composição da atmosfera.

Nossa atmosfera também é rica em água, que se encontra na forma de vapor, gotas de chuva ou minúsculos cristais de gelo suspensos nas nuvens. A atmosfera parece um grande reservatório de água, que se origina da evaporação da água dos rios, lagos, oceanos e até do solo, pelo aquecimento do Sol e, principalmente, pela transpiração dos vegetais.

Dependendo do local e da temperatura, esse vapor deixa o ar com maior ou menor umidade. O ar muito seco torna-se impróprio à respiração, provocando crises alérgicas em pessoas portadoras de doenças como bronquite e rinite.

O gás mais abundante na Terra é o nitrogênio (N2), gás incolor e que constitui 78% do volume do ar. O nitrogênio é um elemento químico importante para todos os seres vivos, na síntese de proteínas. Este gás é de grande importância para o desenvolvimento dos vegetais e, no solo, é muito utilizado por vários tipos de bactérias.

Imagem Atmosfera
A atmosfera, um oceano invisível que envolve a Terra e protege a vida.

Outro gás em quantidade reduzida (apenas 0,04%) é o gás carbônico (CO2). É produto da respiração dos seres vivos e de todos os processos de combustão. Como o nitrogênio, ele não provoca nem mantém a combustão e com uma alta quantidade deste gás na atmosfera seria impossível sobreviver.

Menos de 1% do ar é constituído por um conjunto de gases pouco conhecidos, que, por estarem em pequeníssimas quantidades, além da estabilidade química que apresentam, são denominados gases nobres. São eles:

No ar, há ainda grande quantidade de microrganismos, invisíveis aos nossos olhos: bactérias, vírus, ácaros e esporos de fungos.

Em locais de maior concentração populacional, a presença desses seres é maior. São responsáveis por muitas doenças, como pneumonia, gripe, alergia respiratória etc.

A atmosfera ainda pode conter a presença de substâncias químicas nocivas (prejudiciais à saúde) sendo muitas delas cancerígenas. As indústrias, fábricas e a própria população são responsáveis pela presença dessas substâncias na atmosfera, devido às atitudes de desrespeito à natureza, como a queima de pneus, escapamentos desregulados, falta de filtros nas chaminés etc.

Camadas da atmosfera

A atmosfera está dividida em duas camadas principais: troposfera e estratosfera, havendo ainda a mesosfera, ionosfera e exosfera.

  • A troposfera, que apresenta a altura média de 11 quilômetros, é a camada que envolve diretamente a terra. É onde ocorre os fenômenos meteorológicos, como as chuvas.
  • A estratosfera está logo após a troposfera. Praticamente não registra fenômenos atmosféricos.
  • A mesosfera, com seu manto protetor de ozônio, diminui a quantidade de raios ultravioletas cujo excesso seria fatal à vida do planeta.
  • A ionosfera apresenta o ar bastante rarefeito.
  • A exosfera começa a uns seiscentos quilômetros acima da superfície da Terra. Nela, registra-se especialmente nitrogênio.

Camadas da atmosfera.

Sem este manto que envolve nosso planeta, os seres vivos não poderiam subsistir. Portanto, a poluição do ar é um perigo constante, cujas consequências podem ser catastróficas para toda a vida do planeta.

Por: Kevin Rua

Veja também: