Home Geografia > Território Brasileiro

Território Brasileiro

Extensão territorial

O Brasil é um país muito grande! Possui uma extensão territorial de aproximadamen­te 8.514.876,599 km2 e é um dos maiores pa­íses do mundo, ocupando o quinto lugar. É considerado um “país-continente”.

O Brasil é o terceiro maior país do conti­nente americano. É o maior país da América Latina e da América do Sul.

Em extensão territorial contínua, o território brasileiro ocupa o quarto lugar. Os Estados Unidos ocu­pam o quarto lugar em extensão territorial, mas incluindo o Alasca e o Havaí, localizados separadamente do seu território continental.

Localização

O território brasileiro possui terras em três hemisférios da Terra: norte, sul e oeste.

A linha do Equador é uma linha imaginária que divide a Terra em dois hemisférios: he­misfério norte e hemisfério sul.

A linha do Equador passa ao norte do Brasil, determinando a localização do país em dois hemisférios: 7% das terras no hemisfério norte ou hemisfério se­tentrional e 93% de terras no hemisfério sul ou hemisfério meridional.

O Brasil é o único país do mundo cortado pelo Equador, ao norte (0°), e pelo Trópico de Capricórnio, ao sul (23°27’). Podemos observar que 92% do território brasileiro localizam-se na zona intertropical ou tro­pical e apenas 8% na zona subtropical.

O meridiano de Greenwich divide a Terra em dois hemisférios: leste ou oriental e oeste ou ocidental.

O meridiano de Greenwich não passa pelo Brasil. As terras brasileiras estão localizadas totalmente no hemisfério oeste ou ocidental.

O oceano Atlântico banha a costa leste do Brasil, com aproximadamente 7.367 km de ex­tensão. A costa brasileira se estende do cabo Orange, no Amapá (norte), até o arroio Chuí, no Rio Grande do Sul (sul).

Localização do território brasileiro.

Fronteiras e pontos extremos

O território brasileiro possui aproximadamente 15.719 km de fronteiras terrestres. Com exceção do Equador e do Chile, faz fronteira terrestre com todos os países da América do Sul.

  • Ao norte, o Brasil faz fronteira com a Guia­na Francesa, Suriname, Guiana e Venezuela.
  • A noroeste, com a Colômbia.
  • A oeste, com Peru e Bolívia.
  • A sudoeste, com Paraguai e Argentina.
  • Ao sul, com o Uruguai.

Os pontos extremos do Brasil são:

Monte Caburaí, no extremo norte (Roraima) e arroio Chuí, no extremo Sul (Rio Grande do Sul). A distância entre eles é de 4.395 km aproximadamente.

Ponta do Seixas, no extremo leste (Paraíba) e Serra de Contamana, no extremo oes­te (Acre).

O Brasil pode ser considerado uma nação equidistante, isto é, tem praticamente as mes­mas distâncias entre os pontos extremos.

Fronteiras do Brasil

Singularidades do território brasileiro

O Brasil apresenta uma série de características próprias que o torna, dentro de certos limites, uma nação sui generis. Vejamos:

  1. Face à sua enorme extensão territorial, poder-se-ia esperar a presença de áreas vulcânicas ou sujeitas a abalos sísmicos, tão comuns nos países bastante extensos.
  2. Praticamente, toda a superfície territoral brasileira é possível de ser habitada, em virtude da ausência de desertos ou elevadas cadeias montanhosas.
  3. Somos o único País do globo atravessado simultaneamente pelo Equador e Trópico de Capricórnio.
  4. Temos também exclusividade de nação constituída em sua maioria por brancos, dentro da faixa tropical da Terra. Conseguimos, assim, provar que o homem branco não só pode se fixar na zona tórrida, como implantar uma grande civilização.
  5. Não existe nenhuma nação tão grande quanto a nossa, que não apresente problemas de diversidade cultural (línguas, costumes e tradições), problemas esses ausentes no Brasil.
  6. Possuímos a mais extensa costa para o mais importante dos oceanos: o Atlântico.

Mapa do Brasil

Vantagens e desvantagens da grande extensão territorial

A grande extensão territorial brasileira implica, por um lado, maior campo de ação para a agricultura, graças à diversidade das zonas climáticas. As possibilidades de recursos vegetais, animais e mineirais são também mais variadas e mais amplas.

Por outro lado, a enorme extensão territorial cria aos órgãos governamentais o problema das grandes distâncias a serem vencidas por ferrovias e rodovias de elevado custo. Assim, por exemplo, uma viagem de São Paulo a Porto Alegre tem uma distância que, na Europa, atravessaria Portugal, França, Bélgica, Holanda e Alemanha.

Além das enormes distâncias que encarecem sobremaneira a produção, a grande extensão territorial pode vir a criar problemas de diferenciação social, política e econômica entre as diversas regiões do País.

Veja também: