Geografia

População Economicamente Ativa e Inativa

Neste artigo, serão trabalhados os conceitos de população economicamente ativa e inativa e sua distribuição entre os setores da economia.

O mercado de trabalho engloba todas as formas de trabalho existentes, envolvendo produção material ou intelectual. Ele se altera ao longo do tempo em virtude das transformações sociais e do desenvolvimento tecnológico de cada lugar e, dentro dele, diferentes relações caracterizam diferentes tipos de trabalho.

O cenário do mercado de trabalho revela a situação em que se encontra a população, uma vez que reflete como as pessoas estão ou não conseguindo sua renda, onde estão vivendo e quais setores do país estão crescendo ou diminuindo.

População economicamente ativa

A PEA (População Economicamente Ativa) corresponde à parcela da população com idade e condições físicas de exercer algum trabalho no setor produtivo. No Brasil, o IBGE define a PEA como a população com 15 anos de idade ou mais que está trabalhando ou procurando trabalho no momento do levantamento dos dados.

Com isso, a PEA divide-se em dois grupos:

População ocupada:

  • Empregado: trabalhador que exerce algum trabalho em troca de salário.
  • Empregador: dono de algum estabelecimento ou empresa que desenvolve alguma atividade econômica e que contrata empregados.
  • Trabalhador autônomo: exerce atividade ou presta serviços de maneira autônoma, porém sem possuir empregados.
  • Não remunerado: exerce atividade econômica, mas sem remuneração por pelo menos 15 horas por semana, como estagiário ou trabalhador de instituições religiosas, filantrópicas beneficentes, entre outras.

População desocupada: pessoas que estão temporariamente sem trabalho.

População economicamente inativa

Há também o conceito de PEI (População Economicamente Inativa), que representa o conjunto de pessoas que não participam das atividades produtivas por não possuírem idade, interesse ou condições de exercer algum trabalho.

Assim, a PEI inclui crianças, jovens estudantes que não trabalham, aposentados e pessoas que cuidam dos afazeres domésticos sem remuneração. Além disso, a PEI também inclui os desalentados: pessoas que possuem idade e condições para trabalhar, mas que desistiram de buscar trabalho.

A distribuição da População Economicamente Ativa

A PEA costuma ser dividida dentro dos seguintes setores da economia:

Setor primário: corresponde às atividades que envolvem diretamente a matéria-prima, isto é, exploração de recursos naturais, como agricultura, pecuária, mineração, pesca e extrativismo vegetal.

Setor secundário: inclui as atividades relacionadas com a indústria de transformação, isto é, que transforma a matéria-prima em mercadorias, como as indústrias de automóveis, eletrodomésticos, roupas e alimentos.

Setor terciário: engloba as atividades vinculadas ao comércio e à prestação de serviços, como supermercados, lojas, serviços de saúde e educação, entre outros.

A distribuição da PEA no Brasil

Como já vimos, até a década de 1960 a maior parte da população brasileira era rural e, por isso, trabalhava predominantemente no setor primário, sobretudo na agropecuária. Com o processo de industrialização do país e a modernização agrícola, houve o êxodo rural, e a maior parte da população passou a ser urbana. Isso fez a maioria trabalhar em outros setores da economia.

Atualmente, o setor que mais emprega brasileiros é o terciário, por causa da automatização cada vez maior das indústrias e do crescimento do comércio e da oferta de serviços nas cidades, fator que também aumenta de acordo com o poder aquisitivo da população.

POPULAÇÃO OCUPADA POR SETOR ECONÔMICO NO BRASIL – 1940-2015

Por: Wilson Teixeira Moutinho

Veja também: