Política

O que é política

Você já ouviu alguém dizendo que política é algo que não deve ser discutido? Muitas pessoas sequer gostam de falar sobre o tema, mesmo sendo um dos assuntos que mais afetam nossas vidas, de forma muito maior do que somente a cada eleição. Estamos falando da política, palavra que vem do grego politiké e se referia ao trabalho dos cidadãos de debater, analisar e cuidar dos assuntos da cidade, organizando a vida de uma comunidade.

Ainda que seja um tema tão importante, muitas pessoas têm uma visão bastante negativa a respeito do assunto, especialmente porque sempre ouvimos, nas diferentes mídias, histórias de políticos mal-intencionados, que agiram de modo egoísta e pouco empático, colocando seus interesses pessoais acima dos da população.

Origem da palavra

A construção da pólis, na Antiga Grécia, deu origem à palavra política, um conceito relacionado a todos os que integravam a cidade-Estado, um modelo de organização social que deu origem ao que, mais tarde, passou a ser denominado nação, com suas características próprias e sua autonomia. Política, portanto, é a arte ou a ciência de administrar os assuntos concernentes à nação, o que inclui seus problemas internos e externos.

O que é política na teoria e na prática

Nos bairros, nas cidades e nos países há comunidades repletas de pessoas diferentes entre si, com olhares e opiniões variados sobre o mundo e objetivos que algumas vezes entram em conflito e, outras vezes, alinham-se. Essas comunidades são resultado da ação humana, do “animal político” que Aristóteles descrevia, e são formadas sempre com o objetivo de fornecer às pessoas que nelas vivem algo que não poderiam obter de outra forma, como proteção, alimento, afeto e companhia.

Proporcionar para as pessoas esses bens, que são o motivo pelo qual elas se juntaram em uma comunidade, seria a mais importante realização dos cidadãos que cuidam dos assuntos da pólis.

Figura de um político discursando.

Segundo Aristósteles, o conjunto de estudos e ações que busca caminhos para obter esses bens e promover a felicidade é a política. Dela fazem parte o estudo e a aplicação da ética que tratamos na unidade anterior, que busca indicar o comportamento desejado ao ser humano em uma sociedade para que tanto o indivíduo quanto a comunidade como um todo possam ter uma vida repleta de virtudes e bem-estar; e o estudo e aplicação de técnicas voltadas a garantir a melhor e mais justa organização possível para a sociedade. Por isso, a política não é apenas um conhecimento teórico, algo que vamos aprender somente observando ou estudando, mas também um conhecimento prático, no qual agir e “botar a mão na massa” para realizar o que foi estudado e debatido é de fundamental importância.

Sem a aplicação dos conhecimentos e das técnicas da política na vida cotidiana de uma cidade, de um estado ou de um país, não podemos dizer que a política atinge os objetivos pelos quais foi pensada. A política, portanto, exige dedicação tanto ao seu estudo como à sua prática. É preciso entender as reflexões a respeito do ser humano, da vida em sociedade e das transformações que ocorrem em nossa sociedade, como a mudança daspessoas da zona rural para as cidades.

A ciência política e a ciência social são as disciplinas que estudam as relações políticas em todos os níveis, desde o que se discute como assunto doméstico até relações de âmbito internacional. Do ponto de vista de uma comunidade, seja ela pequena ou de grande complexidade, como uma grande nação, as profissões relacionadas à política tendem a ser as mais importantes, pois, além de exigirem capacidade administrativa, demandam de seus agentes qualidades morais e éticas inerentes ao exercício do poder e da representatividade pública.

Os desafios da política

O desenvolvimento das cidades contribuiu para tornar a realidade à nossa volta o que é hoje. Desse modo, é necessário entender as mudanças que ocorreram para compreender melhor os desafios que existem e os que ainda surgirão. Ao mesmo tempo, é preciso aplicar o resultado dessa reflexão, encontrando formas de realizar ações efetivas na sociedade para manter o que precisa ser preservado e mudar o que precisa ser modificado. Como toda ação possui uma intenção, uma ideia por trás, é importante não somente saber o que deve ser feito como saber aplicar aquilo que se deseja, ponderando as consequências.

A teoria e a prática se unem na política de tal modo que não podemos falar com elogios de um político que seja somente “técnico”, “prático” ou que seja apenas teórico: é preciso unir as duas qualidades para que, no exercício da cidadania, todos possamos contribuir para o bem-estar da população da melhor maneira possível.

Como uma pessoa poderia contribuir para a felicidade das pessoas sem entender o que essa felicidade significa? Como alguém poderia propor mudanças que colaborassem com a vida de uma sociedade sem conhecer a visão que seus integrantes têm do mundo ou entender o que eles sentem ao viver naquele ambiente? Como alguém que compreenda essas questões vai ajudar os de- mais se não souber debater o assunto e sugerir medidas que melhorem realmente o cotidiano das pessoas, explicando como elas devem ser postas em prática? O objetivo da política é, cuidando dos assuntos de uma comunidade, garantir a felicidade de todos, mesmo que alguns tentem utilizá-la para seus objetivos egoístas.

A união entre o conhecimento teórico e o prático em ações políticas pode ser vista na criação de políticas públicas que atendam aos interesses populacionais, garantindo seu bem-estar e segurança.

Por: Wilson Teixeira Moutinho

Veja também: