Educação Física

Basquete

O basquete é uma modalidade esportiva muito dinâmica e intensa. Suas partidas são disputadas entre duas equipes compostas por cinco jogadores cada uma. Durante o jogo, o objetivo é fazer ponto ou converter a cesta, impedindo que a outra equipe marque pontos.

História

O basquete é originário de Springfield, estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, e teve como idealizador o professor de Educação Física da Associação Cristã de Moços James Naismith, em 1891.

O beisebol e o futebol americano eram os esportes mais praticados na época, mas diante da impossibilidade de se realizarem esportes ao ar livre, em razão do frio, surgiu o basquetebol, desenvolvido em ambiente fechado.

O esporte consistia inicialmente em jogar a bola em um cesto suspenso nas duas extremidades da quadra. Após anos de modificações, chegamos ao basquetebol como conhecemos hoje.

A Fiba é a organização internacional responsável pelas regras do basquetebol, as suas determinações são válidas para todos os países onde o basquetebol é jogado, com exceção da Liga Profissional dos Estados Unidos, a NBA, que possui regras próprias.

Regras do basquete

O objetivo do jogo é encestar o maior número possível de bolas. A equipe que, ao final do jogo, tiver o maior número de pontos é a vencedora.

Foto de uma bola entrando na cesta de basquete.Quadra

O basquetebol é jogado em uma quadra retangular, medindo 28 m de comprimento por 15 m de largura. Nas duas extremidades da quadra, estão colocados os cestos a uma altura de 3,05 m do solo.

Tempo de jogo

Em jogos oficiais, são disputados 4 períodos de 10 minutos, divididos em 2 tempos. Um intervalo de 15 minutos é dado entre o 2º e o 3º períodos e inverte-se o lado de jogo das equipes.

Toda vez que o jogo é parado ou a bola sai de campo, por exemplo, o cronômetro é parado.

Caso o jogo termine empatado durante a disputa do tempo normal, ocorrerá uma prorrogação de 5 minutos. Caso o empate persista, outra prorrogação de 5 minutos será realizada, e assim sucessivamente, até que haja um vencedor.

Pontuação

A pontuação é realizada da seguinte maneira: Quando a bola entra no cesto (aro), é marcado o ponto.

  • 1 ponto para cada arremesso de lance livre convertido (arremessos adquiridos em lance de falta sofrida);
  • 2 pontos nos arremessos convertidos de pequena e curta distância, mais precisamente dentro da delimitação de 6,75 metros;
  • 3 pontos nos arremessos que forem convertidos fora da delimitação de 6,75 metros.
Quadra de basquete.

Posse de bola

A bola é jogada com as mãos. Não é permitido ao jogador andar se estiver de posse da bola nem provocar o contato da bola com os pés ou pernas, e muito menos driblar a bola com as duas mãos, ao mesmo tempo.

O jogador que estiver de posse da bola em sua zona de ataque não poderá recuá-la para sua zona de defesa.

De posse da bola, a equipe tem 24 segundos para lançá-la no cesto adversário. Caso não efetue o arremesso, é marcada uma penalidade.

O drible é o ato de o jogador quicar a bola, no chão e, neste caso, quando de posse da bola, ele pode dar o número de passos que quiser, desde que esteja driblando (quicando) a bola no chão.

Não é permitido realizar duas saídas (bater a bola, agarrá-la e batê-la novamente). Ao segurá-la, o jogador não pode dar mais de dois passos com ela

Punições

O atleta tem o limite de cinco faltas individuais, sendo desqualificado da partida na quinta falta cometida.

A equipe que cometer um total de quatro faltas em um período sofrerá a penalização de dois lances livres nas outras faltas individuais.

Fundamentos do basquete

Empunhadura: ato de segurar a bola com as pontas dos dedos, e não com a palma das mãos.

Manejo do corpo: estão incluídos aqui os giros, as fintas e as corridas executadas durante a partida.

Drible: ato de bater a bola no chão; pode ser de progressão, de proteção e pedalada (bate-se a bola, passando-a por debaixo das pernas).

Passe: lançamento para outro colega de equipe. O passe pode ser de peito (empurrando a bola para frente com as duas mãos), com uma das mãos, passe picado (ou quicado), passe de ombro e por cima da cabeça. O que determina qual passe deve ser utilizado é a distância e a situação em que o jogador se encontra durante a partida.

Arremesso: “jogar” a bola no aro, pode ser com uma das mãos, um salto e na bandeja (arremesso em que o atleta executa apenas dois passos), pode ser realizado em movimento com passe ou com drible.

Exemplo de enterrada.
Enterrada.

Rebote: recuperação da bola após um arremesso não convertido.

Enterrada: jogada em que a bola é colocada com firmeza dentro do cesto, após um salto.

Assistência: passe certeiro para um companheiro que o converte em ponto após a recepção da bola.

Toco: ato de bloquear o movimento da bola que está sendo arremessada para o cesto.

Posições dos jogadores

O basquetebol é jogado por cinco jogadores titulares e sete reservas. São três as posições desempenhadas pelos jogadores: os alas (que atuam pelas laterais), o armador (planeja as jogadas da equipe) e o pivô (geralmente os mais altos e mais fortes da equipe, responsáveis pelos rebotes e enterradas).

Em geral, as equipes jogam com 1 armador, 2 alas e 2 pivôs. Entretanto, durante o jogo e conforme a escala que o treinador faz de sua equipe, ele pode usar os jogadores que começaram a partida como reservas para tentar mudar ou melhorar o jogo.

Também é importante ressaltar que alguns jogadores apresentam qualidades para assumir dupla função em quadra, como um jogador que atue como ala/armador. Conheça as funções dessas posições.

Armador

É aquele que organiza e planeja as jogadas, conduzindo a equipe para o ataque. Ele observa como a outra equipe joga defensivamente e define cada ataque. Costuma ser o melhor driblador e passador da equipe.

Ala-armador

É aquele que tem a função de ajudar o armador quando este está sendo marcado, organizando as jogadas de ataque e também sendo o jogador que inicia um contra-ataque com um passe longo, sempre que possível.

Ala

É aquele que precisa fazer uma leitura completa do jogo como um armador. Ele tem a capacidade de se infiltrar no garrafão, apresenta um bom arremesso de curta, média e longa distância, além de disputar os rebotes.

Ala-pivô (líbero)

É a função desempenhada pelo jogador que tem potencial para o arremesso, força física e domínio dos fundamentos de que necessita um atleta dessa posição. Assim, caso o jogador tenha as características que o levam a ter uma vantagem física sobre os adversários e tenha os fundamentos de pivô, provavelmente ficará perto da cesta, sobressaindo no grupo.

Pivô

É quem joga mais próximo à cesta, tanto no ataque como na defesa, para disputar os rebotes (quando o adversário arremessa a bola, que não é convertida e volta porque bate no aro ou na tabela); geralmente, é o jogador mais alto da equipe.

Veja também: