Home Física > Mecânica > Propriedades Gerais e Específicas da Matéria

Propriedades Gerais e Específicas da Matéria

Toda matéria é caracterizada por suas propriedades e por sua composição. Características como densidade e temperatura de fusão e de ebulição, entre outras, são denominadas propriedades da matéria.

Publicidade

Essas propriedades podem receber ações externas e, assim, sofrer modificações que alteram seu modo de apresentação. Dessa maneira, todos os compostos existentes são passíveis de transformações (fenômenos).

As propriedades utilizadas para descrever a matéria são classificadas em gerais, funcionais e específicas.

1- Propriedades gerais da matéria

São propriedades comuns a todo tipo de matéria. Suas medidas ajudam na identificação do tipo de matéria, mas não são, por si sós, suficientes para essa análise. As propriedades gerais da matéria mais importantes estão listadas a seguir.

  • Massa: grandeza física que corresponde à quantidade absoluta de matéria que compõe aquele material. Todos os corpos possuem massa.
  • Extensão: corresponde ao espaço ocupado, ao volume ou à dimensão de um corpo.
  • Impenetrabilidade: é a impossibilidade de dois corpos ocuparem, simultaneamente, o mesmo lugar no espaço.
  • Divisibilidade: todos os corpos podem ser divididos em porções menores sem se alterarem a sua constituição e, por isso, todos os corpos são divisíveis (incluindo o átomo).
  • Compressibilidade: os corpos têm a propriedade de poder reduzir o seu volume sob a ação de uma força externa.
  • Elasticidade: os corpos têm a propriedade de voltar à sua forma inicial, no momento de dissipação de todas as forças que lhe foram aplicadas. Além disso, é possível exercer uma força capaz de estender seu tamanho.
  • Descontinuidade: toda matéria é descontínua, por mais compacta que pareça. Existem espaços entre uma molécula e outra, e esses espaços podem ser maiores ou menores, tornando a matéria mais ou menos dura.
  • Inércia: a matéria conserva seu estado de repouso ou de movimento uniforme, a menos que uma força resultante não nula aja sobre ela. No jogo de sinuca, por exemplo, a bola só entra em movimento quando impulsionada pelo jogador e demora algum tempo até parar de novo.

As propriedades massa e volume dependem da quantidade de amostra no sistema e são denominadas propriedades extensivas.

Propriedades da matéria.

2 – Propriedades específicas da matéria

São propriedades que servem para identificar uma substância. São particulares e exclusivas de cada material. Elas não dependem da quantidade de substância, mas, de sua natureza.

A seguir, são apresentadas as principais propriedades específicas da matéria.

Publicidade

Propriedades físicas

  • Temperatura de fusão (TF): É a temperatura em que uma amostra passa do estado sólido para o estado líquido. Nessa temperatura, a substância encontra-se parte no estado sólido e parte no estado líquido.

Propriedade física sólido - líquido.

  • TF Temperatura de ebulição (TE): É a temperatura em que uma amostra sofre ebulição, fazendo a transição do estado líquido para o gasoso. Dessa forma, uma mesma estrutura, à mesma pressão, apresentará um mesmo valor de temperatura, para passar novamente para a fase líquida. Nessa temperatura, a substância encontra-se parte no estado líquido e parte no estado gasoso.

Propriedade física líquido - gasoso.

Chamando de TA a temperatura ambiente, obtemos:

TA < TF < TE ⇒ estado sólido
TF < TA < TE ⇒ estado líquido
TF < TE < TA ⇒ estado gasoso

  • Densidade (d): É a relação entre a massa do material e o volume que ele ocupa. Representa a quantidade de massa que ocupa uma determinada unidade de volume, em dadas temperatura e pressão. A unidade apresentada pelo sistema internacional de medidas (SI) é quilogramas por metro cúbico (kg/m3), porém, em química, utilizamos também kg/L e g/mL.

D = m/v

As propriedades TF, TE e densidade não dependem da quantidade de amostra analisada e são denominadas propriedades intensivas.

Propriedades organolépticas

Sabor, aroma e textura estão relacionados à capacidade sensorial de identificação de substâncias por meio dos cinco órgãos dos sentidos (olfato, visão, tato, audição e paladar), como o gosto identificado pela boca, o cheiro aferido pelo nariz etc.

Propriedades químicas (reações químicas)

Caracterizam, individualmente, uma substância por meio da alteração da sua composição (fenômeno químico).

3 – Propriedades funcionais da matéria

São propriedades que permitem agrupar substâncias, por apresentarem propriedades químicas semelhantes. As principais funções que apresentam essas propriedades são: ácidos, bases, sais e óxidos.

Por: Wilson Teixeira Moutinho

Veja também: