Cadeia Alimentar

Os seres vivos de uma comunidade são ligados através de sua alimentação. Um coelho alimenta-se de plantas e uma raposa come coelhos. Esses elos são fazem parte da cadeia alimentar.

Animais e plantas tiram energia de sua alimentação. As plantas usam a energia do Sol para sintetizar seu próprio alimento - são os produtores, ou a origem. Os animais não podem fazer sua própria comida, por isso têm de comer plantas ou outros animais - são os consumidores. Como os animais comem mais do que um tipo de alimento, fazem parte de várias cadeias alimentares. Diversas cadeias podem ser unidas em uma teia alimentar.

Componentes da cadeia alimentar

Dentro de uma cadeia alimentar existem os elos ou níveis tróficos (alimento). Todas elas apresentam o primeiro nível trófico formado pelos autótrofos, que são as plantas ou as algas. Esses organismos são denominados produtores, pois convertem a energia solar em energia química, por meio da fotossíntese. De um modo geral, os produtores das cadeias terrestres são as plantas e das cadeias aquáticas, as algas, responsáveis pela formação do fitoplâncton.

Os elos seguintes da cadeia alimentar são formados pelos consumidores, organismos heterótrofos, que pelo fato de não realizarem a fotossíntese, devem obter o alimento já pronto. Entre eles existe uma sequência: os consumidores primários, ou de primeira ordem, aqueles que comem os produtores; os secundários, ou de segunda ordem, os que se alimentam dos consumidores primários, os terciários, etc.

Uma cadeia alimentar pode ser formada por muitos elos de consumidores, dependendo da variedade de espécies que habitam o mesmo ecossistema. No entanto, raramente há mais do que cinco níveis tróficos numa mesma cadeia alimentar, pois os últimos elos recebem parcelas cada vez menores de energia.

Os herbívoros são considerados consumidores primários, pois sempre formam o segundo nível trófico. Já os carnívoros, sempre ocupam os níveis superiores, ou seja, dos consumidores secundários em diante.

Além dos produtores e consumidores, as cadeias alimentares são formadas pelos decompositores (principalmente bactérias e fungos). Esses organismos se alimentam dos que morreram, permitindo a reciclagem dos nutrientes minerais. Isso significa que as substâncias orgânicas que formam os seres vivos, como as proteínas, os carboidratos, os lipídios, os ácidos nucléicos, são transformadas em substâncias inorgânicas ou minerais e voltam a fazer parte dos produtores, reconstituindo os elementos químicos que compõem os seus corpos. A ação dos decompositores permite a fertilização do solo e também a reposição dos minerais nos ambientes aquáticos.

Esquema de uma cadeia alimentar

Teia alimentar

Geralmente os consumidores ocupam mais de um nível trófico, pois a oferta de alimentos pode variar dentro de um certo ecossistema. Com isso, várias cadeias podem se entrelaçar, formando uma teia alimentar. No exemplo a seguir, observe os diferentes níveis tróficos ocupados pelos animais, não esquecendo de verificar que o sentido da seta parte do ser que é comido para o que come.

Teia alimentar

A teia alimentar representa o máximo de relações tróficas dentro de um ecossistema.

Se pegarmos a galinha como exemplo, verificamos que ela ocupa diversos níveis tróficos: consumidor primário (segundo nível trófico), quando come as plantas; consumidor secundário (terceiro nível trófico), quando come o embuá; consumidor terciário (quarto nível trófico), quando come a aranha.

Observação: Na cadeia alimentar, a matéria tem fluxo cíclico e a energia apresenta fluxo unidirecional.

Por: Renan Bardine - Atualizado em 30/05/2012

Veja também:



Comente:



Receba atualizações do site:

© Todos os direitos reservados à Cola da Web.com
Siga-nos:
O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.