Português

Podemos estudar uma língua sob vários aspectos: sua evolução (como o português evoluiu a partir do latim, por exemplo), suas variantes (o português falado na Bahia difere, por exemplo, do falado no Rio Grande do Sul, ainda que as diferenças não sejam tão grandes a ponto de prejudicar a compreensão entre os falantes de um Estado e outro) etc.

Podemos estudar seu emprego atual num certo tipo de registro, a chamada norma culta, o português padrão que adotamos quando, por exemplo, redigimos um texto dissertativo.

É disso que se ocupam as gramáticas normativas, ou, simplesmente, gramáticas: descrevem os sons, o vocabulário, a construção das frases e períodos, apontando certas normas e regras que devem servir de referência para quem pretende redigir ou falar o português padrão. Trata-se de obra de consulta, como os dicionários, que a prática, aliada à atenção, e, por vezes, paciência, ensinará a examinar de maneira adequada e a utilizar concretamente, sobretudo quando você for redigir textos.

Do latim ao português atual, reconhecem-se os se­guintes períodos na evolução da Língua Portuguesa:

A – latim lusitânico, língua falada na Lusitânia, des­de a implantação do latim até o século V, da qual não há do­cumento escrito;

B – romance lusitânico, língua falada na Lusitânia, do século VI ao século IX, da qual também não há registro;

C – português proto-histórico, língua falada até fins do século XII, da qual há vestígios em palavras intercaladas nos documentos escritos em latim bárbaro ou em latim tabeliônico, usado nos registros cartorários. Alguns livros didáticos incluem neste período os dois anteriores.

D – português arcaico, do século XII (fins) ao XVI, compreendendo dois períodos distintos: o galego-português, do século XII ao XIV, e o português médio, séculos XTV ao XVI, em que ocorre a separação do galego-português em dois idiomas distintos, e a Língua Portuguesa inicia a transição entre sua fase arcaica e a moderna.

E – português moderno, da segunda metade do sécu­lo XVI até os nossos dias. Em 1536, com a primeira gra­mática de Fernão de Oliveira, a Língua Portuguesa começa a uniformizar-se. No mesmo século, com Luís de Camões, atinge a excelência literária.

Canais:

  •  Literatura

    As escolas, correntes e movimentos da história literária brasileira e mundial.

    Ver canal
  •  Redação

    Aprenda como fazer uma redação de qualidade com as dicas desta seção.

    Ver canal

Artigos de português:

Adjetivo

Os adjetivos são as palavras que caracterizam os substanti­vos. Os …

Leia mais

Advérbio

Os advérbios são palavras modificadoras dos verbos, adjetivos e delas …

Leia mais

Aposto

Os termos integrantes da oração são: adjuntos adnominal e adverbial …

Leia mais