Resumo da História do Brasil

Nesta página encontra-se um resumão que relembra os fatos importantes da história do Brasil.

1200 a.C. Pinturas rupestres do Brasil - Arte indígena. Pré-História Brasileira.


Resumo do Período Colonial

1500 - 22 de abril. Data oficial da chegada dos portugueses ao Brasil. Descobrimento do Brasil.

1501. Expedição exploratória do Brasil, com Américo Vespúcio.

1503. Expedição exploratória de Gonçalo Coelho.

1527. A colônia recebe o nome de Brasil. Primórdios da Colonização Portuguesa.

1534. Criação das capitanias hereditárias, que dividem a colônia em 14 faixas de terra.

1548. Capitania da Bahia transformada em capitania da Coroa e capital da colônia. Criação do govemo-geral.

1549. Tomé de Sousa funda a cidade de Salvador.

1555. Nicolas Durand de Villegaignon funda a França Antártica no Rio de Janeiro.

1565. Fundação da cidade do Rio de Janeiro por Estácio de Sá.

1580-1640. Período da União Ibérica (Espanha e Portugal).

1594. Jacques Riffault e Charles Vaux fundam a França Equinocial no Maranhão, origem da cidade de São Luís.

1630-1654. Invasão holandesa em Pernambuco.

1640. As bandeiras (expedições organizadas por paulistas) se intensificaram e partiram em busca de índios, ouro e pedras preciosas.

1648-1649. Insurreição Pernambucana: as batalhas dos Guararapes trazem derrota aos holandeses, em Pernambuco.

1680. Fundação da Colônia do Sacramento pelos portugueses.

1684. Revolta dos Beckman, no Maranhão.

1694. Destruição do Quilombo dos Palmares por Bernardo Vieira de Melo e pelo bandeirante Domingos Jorge Velho.

1695. Morte do líder negro Zumbi.

1700-1780. Período da mineração no Brasil colonial.

1708-1709. Guerra dos Emboabas: conflito pela posse das minas de ouro.

1710-1712. Guerra dos Mascates: conflito ocorrido quando da separação do Recife e Olinda.

1715. Assinatura do Tratado de Utrecht, entre Portugal e Espanha.

1720. Revolta de Vila Rica: levante ocorrido quando da quintagem do ouro. Filipe dos Santos, líder do movimento, foi enforcado e esquartejado.

1750. Assinatura do Tratado de Madri, entre Portugal e Espanha, que reconhece a posse da terra por quem a usa.

1759. Extinção das capitanias hereditárias, por ordem do marquês de Pombal.

1761. Assinatura do Tratado de El Pardo, entre Portugal e Espanha.

1763. Transferência do govemo-geral e da capital da colônia para a cidade do Rio de Janeiro.

1777. Assinatura do Tratado de Santo lldefonso, entre Portugal e Espanha, que transfere o direito sobre a região dos Sete Povos das Missões aos espanhóis.

1780-1822. Período do renascimento agrícola.

1789. Inconfidência Mineira: movimento pela independência de Minas Gerais.

1792. Tiradentes, líder da Inconnfidência Mineira, é enforcado e esquartejado no Rio de Janeiro.

1798. Conjuração Baiana (Revolta dos Alfaiates): tentativa de se estabelecer uma república na Bahia e o fim da escravidão.

1808. Transferência da Corte portuguesa para o Rio de Janeiro e abertura dos portos às nações amigas.

1815. O Brasil é elevado a Reino Unido de Portugal e Algarves.

1816. Morte da rainha dona Maria I, no Rio de Janeiro.

1817. Revolução Pernambucana: proclamação da República e organização de um govemo independente.

1818. Coroação de dom João VI como rei de Portugal, Brasil e Algarves. Período Joanino.

1820. Revolução Liberal do Porto.

1821. Retorno da Corte portuguesa a Lisboa. O Príncipe dom Pedro permanece como regente do Reino Unido do Brasil.


Resumo do Império

1822 - 9 de janeiro. Dia do fico.

7 de setembro. Proclamação da Independência. Independência do Brasil.

12 de outubro. Dom Pedro é aclamado imperador e, em dezembro, coroado com o título de dom Pedro I. Inicia-se o Primeiro Reinado.

1824 - 25 de março. Outorgada por dom Pedro I a primeira Constituição brasileira.

2 de julho. Eclode a Confederação do Equador, em Pernambuco. No ano seguinte, execução de seu líder, frei Caneca (13/1/1825).

1825. Nascimento do príncipe-herdeiro, dom Pedro.

1825-1828. Guerra da Cisplatina.

1826. Mortes de dom João VI (em Portugal) e da imperatriz dona Leopoldina.

1831. Abdicação de dom Pedro I e partida para o exílio.

1831-1840. Período das Regências. Período Regencial.

1834. Morte de dom Pedro I, duque de Bragança, em Portugal.

1831. Apesar das pressões inglesas, o regime escravista é considerado fundamental para a economia, com o começo da cultura do café.

1835-1840. Rebelião no Pará: a Cabanagem.

1835-1845. Bento Gonçalves lidera a Revolução Farroupilha, no Rio Grande do Sul.

1837-1838. A Sabinada eclode na Bahia.

1838-1841. Revolta da Balaiada, no Maranhão.

1840. Golpe da Maioridade: o príncipe dom Pedro assume o trono, com apenas 14 anos. O Segundo Reinado.

1841. Coroação do imperador dom Pedro II.

1848-1850. Revolta Praieira: a última revolta armada do Segundo Reinado (Pernambuco).

1850. Lei Eusébio de Queirós: extinção do tráfico de escravos.

1851-1852. Guerra contra Oribe e Rosas (Guerra do Prata).

1861-1865. Questão Christie.

1864-1865. Guerra contra Aguirre (Questões Platinas).

1864-1870. Guerra do Paraguai.

1870. Lançamento do Manifesto Republicano.

1871. Lei do Ventre Livre.

1885. Lei Saraiva-Cotegipe (Lei dos Sexagenários).

1888 - 13 de maio. Assinada a Lei Áurea, extinguindo a escravidão legal no Brasil.

1850. A cultura do café domina a economia brasileira. Economia Cafeeira.

1850-1870. Período de modernização: a "era Mauá”.

1870. A imigração (iniciada em 1819), afirma-se como política de mão-de-obra assalariada para atender à cultura cafeeira.

1880. Formada por políticos e intelectuais a Sociedade Brasileira contra a Escravidão.

1888. Abolição da escravidão no Brasil.
 

Resumo da República Velha (1889-1930)

1889 - 15 de novembro. Proclamação da república e banimento da família imperial brasileira.

Bandeira do Brasil

1891. Promulgada a segunda Constituição do Brasil (republicana).

1892. Sob o comando de Cândido Rondon são instaladas as primeiras linhas telegráficas no interior do país.

1893. Primeira Revolta da Armada.

1893-1895. Revolta Federalista no Rio Grande do Sul e Segunda Revolta da Armada.

1893-1897. Fundação do arraial do Belo Monte por Antônio Conselheiro. Guerra de Canudos.

1894. Eleito Prudente de Morais, primeiro presidente civil do Brasil.

1898. Política dos governadores. O funding loan. República das Oligarquias (Café com Leite).

1904. Oswaldo Cruz comanda a reforma sanitária no Rio de Janeiro. Revolta da Vacina.

1906. O Convênio de Taubaté: política de valorização do café.

1910. O marinheiro João Cândido lidera a Revolta da Chibata.

1912-1916. Guerra Sertaneja do Contestado.

1914-1918. A Primeira Guerra Mundial: surto industrial.

1914. Revolta de Juazeiro.

1918. Epidemia de gripe espanhola no Rio de Janeiro. Morrem 17 mil pessoas em dois meses, na capital do país.

1920-1938. Atuação de Lampião no cangaço.

1922. Revolta dos "18 do Forte” de Copacabana.

1924-1927. Coluna Prestes.

1929. O crack da Bolsa de Nova York, crise mundial de 1929.

Veja mais sobre o período em: República Velha.


Resumo Era Vargas

1930-1945. A Era Vargas: nacionalismo econômico, trabalhismo, substituição de importações e fomento à indústria de base.

1930. Golpe que leva Getúlio Vargas ao poder.

1932. Novo Código Eleitoral institui o voto secreto e estende o direito de voto para as mulheres.
Revolução Constitucionalista.

1934. Promulgada a terceira Constituição brasileira.

1935. Intentona Comunista por Luis Carlos Prestes.

1937-1945. Estado Novo.

1938. Levante Integralista.

1939-1945. Segunda Guerra Mundial.

1941 -1943. Fundação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e da Fábrica Nacional de Motores (FNM). Implantação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

1942. O Brasil entra na Segunda Guerra Mundial, contra a Alemanha e a Itália.

Resumo da República Populista (1945-1964)

1945. Renúncia do presidente Getúlio Vargas.

1946. Posse do general Eurico Gaspar Dutra, eleito em 1945, após a renúncia de Vargas.

1946-1951. O Plano Salte.

1950. Getúlio Vargas é eleito por voto direto presidente da República.

1951-1954. O nacionalismo econômico: criação da Petrobrás e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE).

1954 - 5 de agosto. Atentado da rua Toneleros contra Carlos Lacerda. Morte do major Rubens Vaz.

24 de agosto. Suicídio de Vargas. Assume a Presidência da República o vice, Café Filho.

1955. Juscelino Kubitschek é eleito presidente. Golpe preventivo do marechal Lott garante a posse de JK.

1956-1961. O Plano de Metas.

1961 -1964. As Reformas de Base: crise estrutural.

1961 - Janeiro. Jânio Quadros assume a Presidência da República.

Agosto. Jânio Quadros renuncia, assumindo o vice, João Goulart.

Resumo da Ditadura Militar

1964 - 31 de março. Golpe militar destituição de João Goulart.

20 de abril. Assume a Presidência o general Humberto de Alencar Castello Branco, e implanta-se o regime militar no Brasil.

1965. Abolido o pluripartidarismo e instituído o bipartidarismo; Arena e MDB.

1967. Aprovada pelo Congresso a sexta Constituição brasileira. Assume a Presidência o general Arthur da Costa e Silva.

1968. O estudante secundarista Edson Luís é morto pela Polícia Militar durante um protesto, no Rio de Janeiro.

1964-1984. O Paeg; “milagre econômico"; crise do petróleo.

13 de dezembro. O Congresso é fechado e é decretado o AI-5, que suspende os direitos políticos e cassa mandatos.

1969. Assume a Presidência o general Emílio Garrastazu Médici. A ditadura militar atinge o período mais duro: censura, prisões, torturas, mortes e desaparecimentos ocorrem.

1970. Sequestros de embaixadores estrangeiros realizados por grupos de esquerda.

1973. O Produto Interno Bruto (PIB) ultrapassa 14% - auge do "milagre econômico”. Primeira crise do petróleo.

1974. Assume a Presidência o general Ernesto Geisel. Início da abertura política.

1975. Assassinado, sob tortura, o jornalista Vladimir Herzog, em São Paulo.

1975 - 31 de outubro. Na praça da Sé, ato ecumênico reúne 8 mil pessoas indignadas com a morte de Herzog.

1976. Morte do operário Manuel Fiel Filho. Crise no comando do 22 Exército.

1977. Manifestações e passeatas ocorrem por todo o país: a sociedade civil luta pela recuperação dos direitos democráticos. Invasão da PUC-São Paulo pela Polícia Militar.

1978. O presidente Geisel envia ao Congresso emenda que acaba com o AI-5 e restaura o habeas-corpus. Período de greves e reorganização do movimento sindical.

1979. Assume a Presidência o general João Baptista de Oliveira Figueiredo. Sancionada a Lei da Anistia e o retomo ao pluripartidarismo.

1979. Os movimentos sociais ganham as ruas: a anistia traz ao país centenas de exilados políticos.

1980. Fundação do Partido dos Trabalhadores (PT).

1981. Os militares promovem atentados: OAB e Riocentro. O território de Rondônia é transformado em estado da Federação.

1983. Primeira manifestação pública pelo retomo das eleições diretas reúne 10 mil pessoas em São Paulo.

1983. Fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

1984. O movimento popular Diretas Já promove comícios por todo o país.

1984 - 25 de abril. A Emenda Dante de Oliveira é rejeitada no Congresso por não atingir número mínimo de votos a favor. Criação do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST).

Resumo da nova república, o Brasil nos últimos anos

1985 - 15 de janeiro. Tancredo Neves é eleito pelo Colégio Eleitoral (eleição indireta).

1985 -15 de março. José Sarney (vice de Tancredo) assume a Presidência interinamente, pois o presidente eleito estava internado com sérias complicações de saúde.

1985 - 21 de abril. A morte de Tancredo Neves é oficialmente declarada. No dia seguinte, José Samey é empossado em caráter definitivo. Restabelecida a eleição direta para a Presidência da República e a legalização dos partidos políticos.

1985 - 15 de novembro. Eleição para a Assembleia Nacional Constituinte, encarregada de estabelecer a nova Constituição brasileira.

1986 - 1 de março. É lançado o Plano Cruzado, com a criação da nova moeda nacional: o cruzado (Cz$).

1988. Promulgada a Constituição de 1988. Os territórios do Amapá e de Roraima são transformados em estados da Federação. Chico Mendes, líder seringueiro, é assassinado no Acre.

1989. Fernando Collor de Mello é eleito presidente da República.

1992. O movimento dos “caras-pintadas” sai às ruas contra o govemo Collor.

1992 - Setembro. Fernando Collor sofre o processo de impedimento (impeachment) e o vice, Itamar Franco, assume a Presidência.

1992 - Outubro. Morre em desastre aéreo de helicóptero o deputado federal Ulysses Guimarães, do PMDB.

1993. Realização do plebiscito sobre a forma e o sistema de governo no Brasil. A inflação atinge o seu auge: 2708,39%.

1994. Estabilização econômica: contenção dos gastos públicos e abertura às importações. Lançamento do Plano Real, pelo então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso.

1995. Assume a Presidência Fernando Henrique Cardoso, eleito por maioria no primeiro turno da eleição do ano anterior. Privatização das estatais e abertura da economia ao capital estrangeiro.

1997. A companhia mineradora Vale do Rio Doce é privatizada.

1997. Emenda à Constituição que permite a reeleição no Executivo.

1998. Reforma da Previdência Social e privatização das companhias telefônicas.

1998. Reeleição de Fernando Henrique Cardoso.

2000. Crescimento da esquerda nas eleições municipais.

2001. O Senado Federal enfrenta grave crise devido à corrupção. Crise energética: o “apagão” traz o racionamento de energia ao país.

2002 - Janeiro. O prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT), é seqüestrado e assassinado.

2003. Assume a Presidência Luiz Inácio Lula da Silva. Foi o primeiro presidente originário das classes populares (migrante nordestino, torneiro mecânico e sindicalista). Os dois primeiros anos do governo Lula foram marcados pela busca da governabilidade e, os dois últimos, por instabilidade política gerada por denúncias de corrupção que atingiram os principais nomes do governo e do Partido dos Trabalhadores.

2003. Aperto econômico e ortodoxia fiscal. Políticas econômico-sociais do Governo Lula: “Espetáculo do crescimento"; “Fome Zero”; "Bolsa Família".

2004. O Brasil é escolhido pela ONU para comandar as forças de paz no Haiti.

2005. O Brasil é o maior produtor mundial de café, feijão, mate, laranja, mamão, cana-de-açúcar e banana, segundo dados da FAO.

2006. O Brasil é a décima economia do mundo - com PIB de 2,3 trilhões de reais, segundo dados do IBGE. Cresce a participação do terceiro setor na economia brasileira.

2007 - Janeiro. Lançado o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com investimentos nas áreas de infraestrutura e energia.

2007 - Maio. Caso Renan Calheiros: o presidente do Senado é envolvido em escândalo de corrupção.

2007 - Abril. O IBGE anuncia que a população do país é de 183,9 milhões de brasileiros, e que a fecundidade feminina (2,0) está abaixo do índice mínimo de crescimento.

2011. Assume a presidência Dilma Vana Rousseff, a primeira mulher a assumir o cargo no Brasil, derrotou o candidato José Serra com 56,05% dos votos válidos. Deu continuidade a gestão do governo Lula.

2013 - junho. Maior movimento de protesto no Brasil dos últimos 20 anos. Cerca de 200 mil brasileiros saíram à rua por todo o país para protestar contra a corrupção.

Por: Andrey Luis Fontes



Comente:



Receba atualizações do site:

Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados: Proibida a reprodução sem autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98)

O Cola da Web auxilia sua vida escolar e acadêmica ajudando-o em suas pesquisas e trabalhos. O Cola da Web NÃO faz a venda de monografia e É TOTALMENTE CONTRA a compra de trabalhos prontos, assim como, NÃO APOIA e NÃO APROVA quem deseja comprar Trabalhos Prontos, por isso nós incentivamos o usuário a desenvolver por conta própria o seu trabalho escolar, TCC ou monografia.
R7 Educa‹o